PUBLICIDADE
Notícias

Hospital do Sertão Central ainda não tem data de funcionamento definida

A seleção pública para os profissionais do Hospital do Sertão Central ainda é válida, mas candidatos temem não ser chamados no tempo necessário para o funcionamento. Previsão é que a unidade seja aberta ainda neste mês

19:04 | 08/09/2016

Inaugurado em dezembro de 2014, o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, deve ser aberto ainda neste mês, segundo informações repassadas pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). O cronograma de funcionamento, no entanto, ainda está indefinido, o que preocupa os candidatos aprovados na seleção pública da unidade.

A administradora Carla Guedes é uma das que aguarda a convocação. Aprovada no concurso, ela montou uma comissão de selecionados para cobrar dos órgãos responsáveis mais celeridade no processo. "Tivemos uma audiência no último dia 10 com o secretário de saúde, em que ele alegou que estava pendente porque a obra não foi entregue. Achamos estranho, pois qualquer obra que fazemos até na nossa casa tem data pra ficar pronta. E também alegaram demora devido à escolha da empresa que vai gerir o hospital", relatou ao O POVO.

Segundo Carla, os aprovados temem não serem convocados em tempo hábil. "Mandei e-mail e dizem que vão ver, que nós somos ansiosos. Eu não sei como vai funcionar se os profissionais sequer foram convocados’’, critica Carga.

Após ser procurada, a Sesa garantiu que a seleção pública para os profissionais do Hospital do Sertão Central continua valendo. Os aprovados, de acordo com a secretaria, serão chamados de acordo com a implantação progressiva de cada setor do hospital, que leva em conta a complexidade do serviço. A secretaria explicou, em nota, que essa inauguração ocorre das áreas de apoio e suporte para as assistenciais, ou seja, ''do seletivo para o emergencial''.

Em nota, a Sesa informou que obedecerá ''exatamente os mesmos prazos de implantação'' dos hospitais Regional Norte, em Sobral, e Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte. ''Na linha da implantação de equipamentos, eles são testados já na instalação. O hospital estará na fase de treinamento em aplicativos para os operadores contratados e a conexão com os serviços de apoio que contam desde o abastecimento até o agendamento de exames'', completa.

Funcionamento
O plano de funcionamento do HRSC está dividido em quatro fases. A primeira inclui a Gestão dos Processos (planejamento, regimento e apoio) e a Validação de Usabilidade. Na segunda, estão: ambulatório médico; serviços de SADT (Serviço de Apoio Diagnóstico Terapêutico); centro cirúrgico eletivo; ambulatório multiprofissional; núcleos gerenciais e coordenações; e comissões técnicas.

A terceira fase inclui: internação em clínica médica e pediátrica; internação em terapia intensiva adulto eiInternação cirúrgica eletiva. Por fim, na quarta fase de funcionamento, estão: internação em terapia intensiva pediátrica e neonatal; internação obstétrica geral e atendimento em urgência e emergência.

Redação O POVO Online
TAGS