PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Preso homem suspeito de envolvimento na morte de três policiais militares no Ceará

José Massiano Ribeiro, 37, é acusado ainda de ter participado de ação em que três policiais civis foram baleados

12:05 | 29/05/2019

Agentes da polícia civil do Ceará capturaram um dos homens mais procurados do Ceará. José Massiano Ribeiro, 37, é acusado de integrar grupo criminoso responsável por um triplo homicídio de policiais militares, em Quixadá, e de ferir mais três agentes em outra ação no mesmo município. A prisão ocorreu na última segunda-feira, 27, em Bom Jesus, no Piauí, a 1,2 mil quilômetros de Fortaleza.

De acordo com o delegado Klever Farias, adjunto da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), os investigadores receberam no início do ano a informação de que o suspeito estaria vivendo no município piauiense. “Em março, uma equipe foi a Bom Jesus e constatamos que ele morava lá, fazendo uso de documentos falsos, e trabalhava com o transporte de grãos e afins”, disse.

No último fim de semana, equipe da Draco voltou a o local e cumpriu mandado de prisão temporária expedido pela Vara do Júri de Quixadá ao capturar Massiano. De acordo com o delegado Alisson Gomes, adjunto da Delegacia, o suspeito integra o grupo criminoso que, em julho de 2016, trocou tiros e matou policiais militares na localidade de Juatama, em Quixadá.

“A organização estava fugindo da cidade quando cruzou com a viatura da Polícia. Eles fingiram que estavam trocando o pneu do carro, quando os policiais pararam para ajudar, eles atiraram”, contou o delegado. Dois agentes morreram na ação. Os criminosos usavam fuzis e pistolas na investida contra os policiais.

No mesmo dia, o grupo cruzou com outra viatura e novamente houve troca de tiros. “Outro policial tombou sem vida, eles pegaram a viatura e fugiram, Massiano era o motorista. Na fuga, eles levaram dois agentes na caçamba do veículo como reféns”, disse. Os agentes, vivos, foram liberados durante a fuga. O grupo criminoso ainda teria roubado um micro-ônibus e um carro até conseguir fugir.

Ações ousadas

Conforme o delegado, em outubro de 2015 a mesma organização a qual pertencia Massiano é apontada como responsável pelo assalto a um carro-forte na localidade de Uruquê, em Quixadá. Durante a fuga, os criminosos foram interceptados por agentes da Polícia Civil. Um delegado e dois inspetores foram baleados.

“Foi constatado que ele integra uma organização criminosa instalada na região para assaltar bancos e empresas de segurança. Ele era olheiro e motorista nas ações, mas será autuado do mesmo jeito que os outros integrantes, a Justiça que irá avaliar”, explicou Gomes.

O Povo