Delegacia de Quixadá registra rebelião de presos nesta terça-feira
PUBLICIDADE
Notícias


Delegacia de Quixadá registra rebelião de presos nesta terça-feira

Revoltados com demora na transferência para as cadeias públicas de Quixadá e Morada Nova, rebelião foi feita por 15 presos da área de custódia

23:36 | 16/10/2018
A Delegacia Regional da Polícia Civil (DRPC) em Quixadá, situada a 168,4 quilômetros de Fortaleza, registrou rebelião de 15 detentos nas duas celas da área de custódia nesta terça-feira, 16. Presos colocaram fogo com sacos plásticos e papelões usados para dormir. A motivação foi devido revolta ocasionada pela demora na remoção dos detentos para as cadeias públicas de Quixadá e Morada Nova, a 167,1 quilômetros da Capital cearense.
  
Equipes do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) usaram gás lacrimogêneo para conter os revoltosos e controlar a situação. No momento da rebelião, os delegados municipal Ícaro Coelho e plantonista Marcos Vinicius Damasceno pediram reforços à Polícia Militar, além de policiais civis já presentes na prisão.
 
Até o controle das chamas, os detentos permaneceram removidos das celas e mantidos no pátio central da prisão. Apenas policiais e pessoas que estavam na delegacia para registrar Boletim de Ocorrência (BO) precisaram sair do prédio, já que a fumaça havia se espalhado pelos corredores da delegacia de Quixadá. Equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ninguém passou mal.
 
Em nota disponibilizada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a “Polícia Civil do Estado do Ceará informa que a Delegacia Municipal de Quixadá teve suas atividades suspensas por duas horas, no turno da manhã desta terça-feira, 16, por motivo de princípio de incêndio”. As chamas logo foram controladas, e não houve registro de feridos e fugas. Após o ocorrido, a delegacia retornou às atividades normais.
TAGS