Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Teto de quadra poliesportiva desaba em Pindoretama; incidente não deixa feridos

Toda a estrutura do equipamento foi ao chão. Área estava isolada, segundo Prefeitura
16:43 | Ago. 24, 2021
Autor Gabriela Almeida
Foto do autor
Gabriela Almeida Repórter O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizada às 10h53 de 26/08/2021

O teto de uma quadra poliesportiva localizada no distrito de Capim da Roça, no município de Pindoretama, à 47,3 quilômetros de Fortaleza, desabou na tarde desta terça-feira, 24. Imagens gravadas por populares e encaminhadas ao O POVO mostram o momento em que toda a estrutura do equipamento vai ao chão. Segundo informações da Prefeitura da cidade, área estava isolada, e o incidente não deixou feridos.

No vídeo feito por moradores, é possível ver o exato momento em que a estrutura desaba. Duas mulheres aparecem nas imagens, mas ambas não aparentam estar próximas do equipamento a ponto de correrem risco. Conforme a Prefeitura, o ginásio foi construído em 2003 e era de uso da comunidade.

Em janeiro de 2021, após transição de prefeito, uma inspeção realizada pela Defesa Civil do município constatou a necessidade de interditar o espaço. "Fizemos a interdição, isolamos as áreas próximas e estávamos preparando o processo de contratação da empresa que iria fazer o desmonte da estrutura metálica. Mas, com os fortes ventos do período, isso fez com que a estrutura caísse antecipadamente", explicou nota do município ao O POVO.

Logo após o desabamento, agentes da Defesa Civil se dirigiram ao local e aumentaram o raio de isolamento. Uma equipe de vigilantes deve atuar no espaço, e a partir desta quarta-feira, 25, a Prefeitura irá providenciar a contratação de uma empresa especializada no desmonte da estrutura metálica. 

O órgão ainda destacou que trabalha "em busca de recursos financeiros para a reconstrução do Ginásio". O POVO procurou o Corpo de Bombeiro Militar do Ceará (CMBCE) para saber se a instituição chegou a ser acionada, mas entidade afirmou que até a tarde desta terça, 24 não houve registro de ocorrência, o que poderia ter acontecido caso o incidente tivesse feito vitimas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags