PUBLICIDADE
Ceará
Chacina

5 mortos em Palmácia são identificados; SSPDS afirma que eles estavam caçando na serra

Homens estariam na região de serra caçando animais quando foram surpreendidos pelos assassinos que estavam encapuzados

16:42 | 13/07/2018
Foram identificadas as cinco vítimas de chacina em região de difícil acesso na localidade de Cafundó, no município de Palmácia, a 71,9 km de Fortaleza. Os mortos são Antônio Barbosa Sousa, de 56 anos; Paulo Sérgio dos Santos da Silva, de 30 anos – filho de Antônio Barbosa Sousa -; Francisco Antônio Pereira de Abreu de 43 anos; José Roniely Costa Pereira, de 25 anos e José Edson Ferreira dos Santos, que não teve idade divulgada. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o crime. 
 
 
 
De acordo com informações até o momento, os suspeitos de realizar a chacina estariam encapuzados e assassinaram as cinco vítimas a tiros e golpes de faca. Os corpos foram encontrados pelas forças policiais amarrados com cordas, próximos a uma estrada. Um dos mortos, Antônio tinha mandado de prisão em aberto por homicídio. Anteriormente, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, havia informado que os homens teriam sido mortos enquanto estariam tentando roubar gado, o que não consta na nota da SSPDS divulgada nesta tarde.

Ainda segundo as informações divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os homens estariam caçando animais na serra quando foram surpreendidos pelos homens encapuzados. O local é de difícil acesso.

Equipes da Delegacia de Baturité, da Polícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e da DHPP estiveram no local do crime colhendo evidências que possam ajudar na elucidação do caso.
 
Segundo informações repassadas ao O POVO Online pela Pefoce, armas de fogo de diversos calibres foram utilizadas nas execuções, além de armas artesanais e foice. Ainda de acordo com as informações, Paulo Sérgio ainda tentou reagir usando uma garrucha, porém, sem sucesso.
 
Denúncias
A Polícia Civil aguarda que novas informações possam ser repassadas pela população com o intuito de ajudar nas investigações através do Disque Denúncia. O número é 181. Também existem os canais abertos com a SSPDS, (85) 3257-8807, do DHPP, ou ainda para o número %u202A(85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.
 
Redação O POVO Online 
Com informações da repórter Luana Severo direto de Palmacia