PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Cerca de 20 pessoas são conduzidas à delegacia suspeitas de esquema de transferência ilegal de título de eleitor em troca de dinheiro

A ocorrência está em andamento na Polícia Federal e novas informações devem ser repassadas ao fim do pleito eleitoral

11:36 | 15/11/2020
O repasse de informações aconteceu durante coletiva na Sede da Polícia Federal em Fortaleza (Foto: FÁBIO LIMA)
O repasse de informações aconteceu durante coletiva na Sede da Polícia Federal em Fortaleza (Foto: FÁBIO LIMA)

Cerca de 20 pessoas foram conduzidas à delegacia por compra de voto em Pacatuba neste domingo de eleição, 15. Uma delas foi presa, suspeita de financiar o transporte irregular de eleitores, de Fortaleza para Pacatuba. Segundo as investigações, que partiram de denúncias anônimas e seguiram por dois meses, eleitores estariam transferindo de maneira ilegal o título de eleitor para votar em Pacatuba, sem nunca terem morado ou terem endereços fixos na cidade, usando comprovantes falsos de residência. 

A identificação aconteceu em abordagens feitas pela Polícia Federal e pela Polícia Civil, enquanto os suspeitos estavam sendo transportados de quatro em quatro pessoas em carros fretados, segundo apurado pelo O POVO. A ocorrência está em andamento na Polícia Federal e novas informações devem ser repassadas ao fim do pleito eleitoral.

Segundo apurado, os votos estariam sendo comprados em favor do candidato à Prefeitura de Pacatuba, Carlomano Marques (MDB). Papéis do candidato também foram encontrados nos carros de transporte dos suspeitos. Entre os suspeitos estavam os eleitores que receberam o dinheiro para transferir o título para Pacatuba .Todos foram levados para a sede da Polícia Federal, na avenida Borges de Melo, em Fortaleza.