PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia apreende moto roubada em garagem de prefeitura no interior do Ceará

Veículo estava sob posse de servidor responsável pelo setor de transportes do município

23:51 | 05/07/2021
Motocicleta recuperada pela Polícia nesta segunda-feira, 5, em Morrinhos (Foto: reprodução)
Motocicleta recuperada pela Polícia nesta segunda-feira, 5, em Morrinhos (Foto: reprodução)

Policiais Militares apreenderam nesta segunda-feira, 5, uma motocicleta com queixa de roubo na garagem da Prefeitura de Morrinhos, na Região Norte do Estado, a cerca de 215 km de Fortaleza. Segundo Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia, o veículo estava sob posse do chefe de transportes do Município, José Maria dos Santos Júnior, nomeado para o cargo em janeiro deste ano. No momento da ação, a PM não conseguiu localizá-lo.

Após consulta ao sistema de informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), os policiais descobriram que a moto possuía um registro de roubo, protocolado em junho de 2019 na Delegacia de Sobral. O nome do verdadeiro proprietário também já foi identificado, mas o veículo só será devolvido após a conclusão do inquérito que foi aberto nesta segunda para apurar o caso.

Em nota, a SSPDS informou que as equipes policiais foram até o estacionamento da repartição pública após receberem uma série de denúncias. Afirmou ainda que “mais detalhes sobre a ocorrência serão repassados em momento oportuno para não atrapalhar os trabalhos policiais''.

Ao O POVO, a Prefeitura de Morrinhos diz acreditar que o episódio trata-se de algo “deliberadamente politiqueiro”, a partir de suspeitas levantadas por vereadores da oposição “com o único intuito de prejudicar a administração”. “Esclarecemos que não compactuamos com qualquer ilicitude, contudo não cabe à Prefeitura Municipal acompanhar as condutas da vida privada dos seus servidores”, diz trecho da nota.

A reportagem não conseguiu localizar o servidor alvo da ação, mas foi informada que ele teria justificado à prefeitura que a motocicleta foi adquirida em 2018, enquanto a queixa de roubo só foi registrada em 26/06/2019. Por outro lado, ele admitiu que o veículo possui dívidas administrativas (IPVA) e com instituição financeira.