PUBLICIDADE
Ceará
MARACANAÚ

Grafite de beijo entre Bolsonaro e Trump é apagado 48 horas após a pintura

A obra era de autoria do artista urbano Yuri Sousa, o Bad Boy Preto, e foi feita em uma alameda de Maracanaú

19:09 | 01/12/2018
Grafite de beijo entre Bolsonaro e Trump
O grafite foi feito pelo artista urbano Yuri Sousa, mais conhecido como Bad Boy Preto (Foto: Reprodução/Instagram)
 
Um grafite representando beijo entre o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi apagado 48 horas depois ter sido pintado pelo artista urbano Yuri Sousa, 21, mais conhecido como Bad Boy Preto. A arte estava em um muro de uma alameda entre as ruas 9 e 10 no bairro Jereissati I, em Maracanaú, e foi feita no último domingo, 25. 
 
Yuri diz que o grafite era “uma resposta ou um contra-ataque por meio da arte". "Não para constranger os que foram pintados, mas para colocar eles (Trump e Bolsonaro) na mesma posição de quem (eles) são contra. No caso, os homossexuais”, analisa. Bolsonaro já demonstrou ter ideias alinhadas à política adotada por Trump nos Estados Unidos. 
 
Arte urbana apagada
A pintura foi apagada 48 horas depois de ter sido feita (Foto: Yuri Sousa)
Bad Boy Preto é de Maracanaú e faz grafites em todo o Estado há três anos. Ele diz que nunca tinha tido uma obra apagada. “Dessa vez teve uma interpretação política, logo foi contra a visão de algumas pessoas”, considera. Conforme relatos de amigos, Yuri acredita que o grafite foi apagado por algum apoiador de Jair Bolsonaro. “Pode ter sido o mesmo que chegou me filmando e me perguntando porque eu estava fazendo esse grafite, enquanto pintava”, lembra o artista.

Quando percebeu que a pintura foi apagada, Yuri Sousa disse que sentiu muita raiva “pelo trabalho que tive e porque queria que as pessoas vissem ainda no muro”. Sabe que a foto da obra não tem o mesmo impacto de ver a pintura ao vivo. “No muro, é muito mais excitante, posso dizer assim. Surpreende mais também”. Concluir a obra levou cerca de nove horas.

Na última quinta-feira, quando o grafite já tinha sido coberto, Yuri compartilhou a imagem original questionando o motivo de a pintura ter sido apagada. Ele lamentou não ter fotografado mais a obra.
 
 
Alusão
Arte do artista russo Dmitri Vrubel, feita em 1990 (Foto: Divulgação)
A obra de Yuri lembra uma pintura de 1990, do artista russo Dmitri Vrubel, que pintou um beijo entre o russo Leonid Brejnev (1906-1982) e o alemão Erich Honecker (1912-1994), no Muro de Berlim. A arte ficou conhecida como Meu Deus, ajuda-me a sobreviver a este amor mortal e faz alusão a uma fotografia de 1979, em que Brejnev beija Honecker na boca em um gesto de fraternidade.
 
Grafite de beijo entre Trump e Putin
Arte urbana feita pelo designer gráfico Mindaugas Bonanu (Foto: Reprodução/Instagram)
Mais recentemente, em 2016, um beijo entre Trump e o presidente russo Vladimir Putin também foi retratado em grafite. A obra foi feita pelo designer gráfico lituano Mindaugas Bonanu. A arte urbana permanece em um mural de um restaurante, na cidade de Vilnius, capital da Lituânia.
 

LARISSA CARVALHO