PUBLICIDADE
Notícias

Vazamento de gás provoca explosão em uma lanchonete no Conjunto Jereissati II

Apenas danos materiais foram registrados no incêndio, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. A orientação é que a população acione bombeiros ou empresa fornecedora quando detectar algum vazamento de gás

13:06 | 01/02/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Um incêndio, provocado pelo vazamento de gás de um botijão de cozinha, foi registrado na manhã desta quarta-feira, 1º, em uma residência localizada no Conjunto Jereissati II, em Maracanaú. O fogo foi debelado por uma equipe do Corpo de Bombeiros, e não houve feridos.

A explosão ocorreu às 6h30min, e o atendimento da ocorrência foi finalizado por volta das 8 horas, sendo que foram contabilizados apenas danos materiais. Na residência funcionava uma lanchonete, conforme a capitã Juliany Freire, assessora de comunicação dos Bombeiros.

"As pessoas pensam que o botijão explode, mas o incêndio ocorre por causa do vazamento do gás GLP em ambiente confinado", diz a capitã.

A orientação, quando houver indício de vazamento, é que a população acione o Corpo de Bombeiros ou a empresa fornecedora do produto. "O gás GLP é inodoro, mas as empresas utilizam um outro gás com cheiro justamente para fazer esse alerta. Assim que o cheiro for sentido, a pessoa deve tranquilamente ir abrindo portas e janelas, pois o GLP é altamente volátil", explica a capitã Juliany.

Quando o gás GLP se dissipa na natureza, não há risco de explosão, por isso o ambiente deve estar arejado. "Acreditamos que, neste caso de hoje, o gás passou a noite vazando e alguém pode ter acionado uma fonte de calor", completa ela.

Dicas
1. Ficar atento aos odores do gás para saber se há vazamento;
2. Quando detectado o vazamento, é importante não acender fogo ou até interruptores elétricos;
3. Se possível, o botijão deve ser colocado em local arejado;
4. O Corpo de Bombeiros ou a empresa fornecedora do produto devem ser acionados imediatamente.

Redação O POVO Online

TAGS