PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Cotar prende suspeito de integrar quadrilha que trocou tiros e baleou PM

De acordo com o major Rodrigues, o suspeito era resgatado por familiares em um automóvel Punto branco

Jéssika Sisnando
19:42 | 08/01/2016
NULL
NULL (Foto: )

Atualizada ás 20h42min

 

Pelo menos um dos suspeitos de participar do tiroteio com a Polícia Militar de Jaguaruana foi preso na noite desta sexta-feira, 8, pelo Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque. No tiroteio da última quinta-feira, 7, um grupo baleou o soldado Hudson Danilo Lima de Oliveira, 26, quando ele atendia uma ocorrência de roubo no município de Jaguaretama. 

Segundo o comandante do Cotar, major Alexandre Rodrigues, a patrulha encontrou um automóvel que seria responsável em dar a fuga para Williame Diógenes, 25. "Ele saiu do mato e entrou em um carro Punto branco, cruzou com a minha viatura e empreendeu fuga. Eles fugiram de Jaguaretama em direção a BR-116. Depois seguiram destino a Fortaleza, sendo abordados na entrada de Tabuleiro do Norte", ressaltou.

 A tia, um irmão e um amigo do suspeito, que estavam no Punto, também foram encaminhados à delegacia. Conforme Rodrigues, Wiliame está ferido com um tiro no ombro, ainda do tiroteio em que um PM saiu baleado e portava uma pistola Glock calibre .40.

"Ele é um dos 10 mais procurados do estado e fugiu da Delegacia de Capturas. Ele estava preso por homicídio, assalto e tráfico de drogas", relatou o comandante.

Operação

  
O secretário adjunto de segurança, coronel Lauro Prado, informou que estão trazendo o suspeito para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), em Fortaleza.

 "Desde quando aconteceu foi pedido reforço dos destacamentos locais, no entorno de Jaguaretama, Quixadá, Banabuiú e Distritos próximos", relatou.

 Conforme o secretário adjunto, a coordenadoria Integrada de Operações Áereas (Ciopaer) realizou o socorro aeromédico e, em seguida, voltou para a operação.

 O caso

 Hudson é o primeiro policial baleado em serviço neste ano. Na última quinta-feira, ele foi atender uma ocorrência de roubo em uma fazenda no município de Jaguaretama e, conforme o coronel Lauro Prado, foi recebido a bala. O policial foi encaminhado à Fortaleza em uma das aeronaves da Ciopaer e permanece no Instituto Doutor José Frota (IJF), Centro.

 De acordo com a unidade de saúde, o estado de saúde de Hudson é delicado. A Polícia afirma que existe o grupo investigado é o mesmo que age na Região de Russas, Jaguaretama, Limoeiro do Norte e Morada Nova.

 O grupo seria o mesmo que participa de um vídeo divulgado em outubro passado. Nas imagens quatro homens aparecem em um automóvel com armas de grosso calibre, como um fuzil AK-47, um fuzil 556 e uma espingarda calibre 12. Nas imagens eles também utilizam coletes balísticos e escutam música. 

 

Amigo  

Amigo de Hudson, Douglas Freitas, disse que o policial é recém-casado, trabalha há cerca de dois anos como militar e é um profissional dedicado. "Ele é da segunda turma do último concurso. Ele é daqueles policiais operacionais, gosta de trabalhar e é apaixonado pela Polícia", disse o amigo.  

Douglas disse que quando soube que o amigo havia levado um tiro ainda tentou ajudar. "Ainda ajudamos a colocar ele no helicóptero, ele estava sendo socorrido quando chegamos", relatou.  


Outros casos

 

No mês de outubro do ano passado um delegado e outros três policiais civis foram baleados quando seguiam para uma ocorrência de roubo a carro forte. Um grupo de homens armados explodiu o blindado de uma empresa de segurança na localidade de São Miguel, no limite entre os municípios de Quixadá e Quixeramobim. A viatura chegou a ser atingida com 37 tiros, no entanto ninguém foi preso. 

 

 

TAGS