PUBLICIDADE
Ceará
LOCALIZADO

Cearense de Itatira desaparecido em São Paulo foi encontrado nesta quinta

A irmã de Jadson Pereira viajou a São Paulo nesta quinta, 11, para encontrá-lo e retornar ao Ceará no próximo domingo

19:01 | 11/10/2018
O cearense de Itatira, Jadson Pereira de Sousa, de 20 anos, desaparecido em Ubatuba, situada a 224,1 quilômetros de São Paulo, desde o dia 2 de outubro, foi encontrado em Taubaté, a 140 quilômetros, nesta quinta, 11. O rapaz teria se mudado para São Paulo após receber proposta para trabalhar como vendedor ambulante nas praias de Santos, em agosto. Para registrar o desaparecimento, Boletins de Ocorrência (B.Os) foram feitos por colegas de trabalho.
 
Registro de Denilson feito na rodoviária, no último dia em que foi visto. Arquivo familiar
 
 
Após deixar a família sem notícias sobre sua localização, quando escreveu em sua conta no Facebook “Mãe, mim perdoa, vão mim mata”, no dia 2 de outubro, parentes e amigos estavam compartilhando a publicação nas redes sociais para saber o paradeiro do cearense. A irmã de Jadson, Mirislena Pereira Sousa, de 28 anos, viajou a São Paulo nesta quinta, 11, para encontrá-lo e retornar ao Ceará no próximo domingo, 14. Segundo relata, o rapaz estava desesperado quando ligou para ela. “Eu estava dentro do ônibus quando recebi a ligação do meu irmão, dizendo que tava perdido e não sabia onde estava. Pedi pra ele manter a calma e procurasse informação de quem estivesse próximo”.
 
Mirislena resolveu, então, entrar em contato imediato com o ex-marido, também residente em Itatira e que trabalha em Ubatuba, na tentativa dele tentar localizar Jadson, com a ajuda do seu chefe. A irmã conta ainda que mesmo tendo certeza de ser o seu irmão por ter reconhecido a voz, resolveu constatar realmente se era ele. “Eu fiz uma chamada de vídeo para ter certeza de que realmente era meu irmão”. Conforme informa a irmã, Jadson já está em Ubatuba a sua espera para retornarem juntos ao Ceará.
 
“A sensação agora é que aquela flor, que estava murcha se ergueu e abriu novamente para a nossa família. É um momento de amor, que a gente nem sabe como explicar”, é como descreve o alívio de ter encontrado o irmão. Jadson deveria ter voltado a Itatira, localizada a 184,8 quilômetros de Fortaleza, em 30 de setembro.
 
Segundo afirmou ao portal Itatira News, o pai de Jadson, Isac Gonçalves de Sousa, de 46 anos, o rapaz não era envolvido com nenhum tipo de crime. “Meu filho não tem envolvimento com tráfico nem é usuário de drogas. Meu filho é um sujeito honesto e trabalhador”. Como explica a irmã Mirislena, o desaparecimento se deu devido à desorientação do rapaz, quando perdeu o ônibus para retornar a Itatira por não ter chegado a tempo na Rodoviária do Tietê, na capital paulista. “Ele ficou transtornado porque olhava para um lado, olhava para um outro e não encontrava pessoas conhecidas. Como ele disse, a cabeça dele ficou girando e ele ficou abatido sem saber para onde ir. O destino foi andar bastante, sem saber para onde chegar”. 

LARISSA CARVALHO