PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia Civil investiga agressões a radialista em Itarema

Esposa do radialista também teria sido vítima das agressões. Airton Júnior Alves afirma que ataque tem motivação política

Jéssika Sisnando
23:11 | 23/10/2020

A Polícia Civil investiga uma agressão contra um casal em Itarema, interior do Ceará, na última quarta-feira, 21. Um radialista, que junto com sua esposa afirma ser uma das vítima da violência, relata que um dos supostos agressores seria um ex-secretário de Itarema. 

Airton Júnior Alves conta que o ex-secretário e um comparsa invadiram sua casa por volta das 14h30min da quarta. A vítima estava na cama quando o homem o atingiu com socos na cabeça e no rosto. "Quando tentei reagir, o outro começou a me dar chutes", afirma. Para o radialista, a motivação do crime foi política.

Conforme nota da Polícia Civil, o caso é investigado pela Delegacia Municipal de Itarema. Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi aberto.

O Sindicato dos Radialistas do Ceará também acompanha a situação. "Eu, pessoalmente, estou acompanhando e, inclusive, com o departamento jurídico à disposição dele", afirma o presidente do sindicato, Tony Pereira.

Para o radialista, a motivação do crime foi uma publicação que ele fez nas redes sociais citando a irmã do prefeito de Itarema, Eliseu Monteiro, que acumularia cargos na Secretária de Finanças, Secretária de Cultura, Esporte, Turismo e ainda seria chefe de Gabinete da Prefeitura. A denúncia é investigada pelo Ministério Público, que concedeu o prazo de 10 dias para que eles se manifestassem sobre a denúncia.

O POVO tentou contato com o prefeito Eliseu Monteiro, no entanto ele não respondeu as mensagens e também não atendeu as ligações.

LEIA MAIS: 

Radialista diz ter escapado de agressão em Quixadá

Radialista é morto seis anos após sofrer atentado em Morada Nova