Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Mulheres são detidas ao tentar entrar com 17 celulares e drogas em presídio

As duas estavam indo visitar internos no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPO) II na última quarta-feira, 26
11:00 | Set. 28, 2018
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1]Uma mulher foi presa por tráfico de drogas e outra foi conduzida por tentar entrar com aparelhos celulares no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPO) II. Elas foram flagradas com 47 gramas de maconha e 17 telefones amarrados com ataduras nas pernas, respectivamente, conforme a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus). Ambas estavam indo visitar internos na última quarta-feira, 26.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a primeira, identificada como Lucélia de Matos, 34, apresentou documentação falsa de gravidez para tentar escapar do bodyscanner, aparelho que verifica qualquer coisa de natureza ilícita no corpo. 

Conforme a pasta, uma agente penintenciária suspeitou e conduziu a mulher para o detector de metais e logo depois ela confessou que carregava drogas. De acordo com a Sejus, ela portava substância análoga à maconha. 

 
[FOTO2]
Lucélia foi levada à Delegacia Metropolitana de Itaitinga (DMI).

A segunda mulher flagrada, de 28 anos, ainda não foi identificada. Ela carregava 17 celulares, além de vários carregadores e chips escondidos. Ao passar pelo detector de metais ela teria se assustado e corrido, momento em que foi detida. 

A suspeita também foi conduzida à DMI, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ela já tinha passagens por associação criminosa e uso de identidade falsa. 
 
Redação O POVO Online  

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags