Participamos do

Suspeitos de sequestrar mulher em Tianguá são capturados com R$ 31 mil

José Maria Moreira Júnior, de 32 anos, e Diego Brito Moreira, de 25, ambos sem antecedentes criminais, tiveram suas participações no crime comprovadas através das investigações da PCCE
23:03 | Abr. 14, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Dois homens suspeitos de participação em sequestro ocorrido em setembro de 2020 foram presos no município de Irauçuba, distante 157,3 km de Fortaleza, ontem, terça-feira, 13, pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). Além dos mandados de prisão preventiva, foi executada, ainda, a apreensão de R$ 31 mil em espécie, em posse de um dos capturados.

No crime em questão, uma mulher saía de um consultório odontológico em Tianguá quando dois homens a abordaram e adentraram seu veículo. Após ser sequestrada, ela foi localizada 12 horas depois em um imóvel na zona rural de Moraújo, interior do Estado.

LEIA TAMBÉM | Chacina de Caucaia foi vingança por morte de membro de facção, afirma Polícia

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O carioca Calebe Barbosa do Carmo, de 25 anos, foi preso à época. Ele teria arquitetado o plano para conseguir dinheiro da família da vítima, que é mãe de empresários. Um carro que deu apoio aos suspeitos no dia do crime foi recuperado e apreendido, assim como o veículo da vítima.

José Maria Moreira Júnior, de 32 anos, e Diego Brito Moreira, de 25, ambos sem antecedentes criminais, tiveram suas participações no crime comprovadas através das investigações da PCCE.

O primeiro era, no momento do crime, cunhado de um dos sequestradores alugou o carro usado na ação criminosa. Já o segundo era responsável pelo imóvel que serviu como cativeiro da vítima.

LEIA TAMBÉM | Agressões ocasionaram mais de 8 mil mortes de crianças e jovens no Ceará em 10 anos

R$ 31 mil em espécie foram encontrados com José Maria no momento da captura pelos agentes civis. O dinheiro e os homens foram encaminhados para a Delegacia Regional de Tianguá e a investigação tenta identificar a origem da quantia financeira.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags