PUBLICIDADE
Notícias

Quadrilha faz reféns em ataque a banco em Ipaumirim

As pessoas foram usadas em um "cordão" para dar cobertura à ação. O Sindicato dos Bancários não registra ação do tipo na cidade desde 2008, quando passou a fazer o levantamento de crimes contra bancos

09:15 | 06/10/2016
Imagem mostra agência arrasada pelas explosões, com vários pedaços de concreto no chão
Imagem mostra agência arrasada pelas explosões, com vários pedaços de concreto no chão

[FOTO1] 

Uma quadrilha explodiu caixas eletrônicos de uma agência do Banco do Brasil de Ipaumirim, região Centro-Sul do Estado, por volta da 0h20min desta quinta-feira, 6.


Os criminosos usaram reféns em um "cordão" ao redor do banco para dificultar a ação da Polícia. Não houve confronto. Dentre os reféns, estavam um vigilante de um supermercado e um vigilante de rua, além de pessoas que estavam em quiosques de uma praça nas proximidades do banco. Após as explosões, os criminosos fugiram e, até o momento, não foram localizados.


O agente administrativo Marcos Vupiano, 49, conta do clima de medo que a ação deixou na cidade. "A cidade é pequena, isso é uma coisa que assusta. Nunca houve isso aqui. Só pequenos assaltos", diz. O Sindicato dos Bancários não registra ação do tipo na cidade desde 2008, quando passou a fazer o levantamento de crimes contra bancos.


A ação pôs fim a um período de quase um mês sem ataques a banco no Estado. O último crime do gênero havia ocorrido em 11 de setembro, quando dois arrombamentos foram registrados na Capital, nos bairros Carlito Pamplona e Centro. Ao todo, já são 42 ataques neste ano no Estado, segundo levantamento do O POVO Online baseado em dados do Sindicato dos Bancários do Ceará.

Redação O POVO Online
TAGS