Três ossadas são encontradas em Iguatu; dupla suspeita seria envolvida com "magia negra"
PUBLICIDADE
Notícias


Três ossadas são encontradas em Iguatu; dupla suspeita seria envolvida com "magia negra"

Suspeita-se de execuções em rituais religiosos. Polícia prendeu a dupla por homicídio, ainda por morte de estudante. É possível que haja outras vítimas

16:31 | 30/05/2018
NULL
NULL
A descoberta de três ossadas humanas foi relacionada à morte do estudante Jheyenderson de Oliveira Xavier, conhecido como Jhey Oliveira, em Iguatu. As quatro mortes são atribuídas a grupo que supostamente realiza rituais de magia negra na região. As novas ossadas foram encontradas pela Polícia entre esta terça e quarta-feira, 29 e 30.
 
[FOTO1] 
O corpo de Jhey foi encontrado há uma semana, em matagal. Ele estava desaparecido há cinco dias. Gleudson Dantas Barros, de 29 anos, e Roberto Alves da Silva, de 40 anos, foram presos. 
 

A Delegacia Regional de Iguatu, responsável pelas investigações, durante apuração do crime, identificou mais três pessoas suspeitas da ação criminosa. Entre os demais suspeitos, um adolescente de 17 anos, apontado como companheiro de Gleudson. O menor morreu nesta terça, 29, no município de Irapuan Pinheiro, antes de ser apreendido. A Polícia suspeita de suicídio. 

Novas mortes
Os restos mortais das três novas vítimas foram encontrados durante trabalhos policiais na região de Suassurana, em Iguatu. As identidades serão confirmadas apenas mediante o resultado do exame de DNA a ser feito pela Perícia Forense do Ceará (Pefoce).
 
[SAIBAMAIS] 
Assim como o estudante Jhey, as três pessoas mortas teriam sido atraídas até o Sítio Canto, na Suassurana, onde eram assassinadas.

Uma das ossadas estava no interior de uma residência e foi retirada com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar. "Os trabalhos policiais permanecem com o objetivo de identificar a participação dos suspeitos em outros crimes", informou a Polícia Civil.

Os dois presos foram indiciados por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e posse ilegal de arma de fogo. Revólver e munição foram achados no sítio.

A Polícia Civil do Estado informou que as investigações estão a cargo da Delegacia Regional de Iguatu. Em contato com a unidade, foi informado que coletiva de imprensa está prevista para a segunda-feira, 4 de junho, onde outros detalhes devem ser repassados. 
 
TAGS