PUBLICIDADE
Notícias

Pelo terceiro dia consecutivo, caminhoneiros fazem protesto contra aumento no preço dos combustíveis

Há manifestações no km 18, em Eusébio, no km 70, em Chorozinho, e no km 545, em Jati

09:24 | 23/05/2018
NULL
NULL
Atualizada às 11h11min
 
[FOTO1]Segue a onda de protestos e paralisações contra a alta dos combustíveis. Caminhoneiros continuam bloqueando parcialmente a BR-116 em três trechos. Há manifestações no km 18, em Eusébio, no km 70, em Chorozinho, e no km 545, em Jati. 
 
O caminhoneiro autônomo Francisco Chaves, 42, está participando do terceiro dia de protesto, que se iniciou às 5 horas da manhã, e diz que a categoria pretende permanecer com a paralisação até obter um resultado positivo. O autônomo conta que às 16 horas desta quarta-feira, haverá novo bloqueio das vias na BR-116, dessa vez total. 
 
Um caminhoneiro que pediu para não ser identificado, não está participando da paralisação, mas teve seu caminhão estacionado no km 18. Parado desde às 9 horas, ele explica que compreende a importância da manifestação, mas gostaria de ser liberado porque precisa retornar a empresa em que trabalha.
 
No Eusébio, a rodovia está parcialmente interditada pelos caminhoneiros. Uma faixa foi liberada para o trânsito de demais veículos. Às 9h23, o trânsito estava lento e com um congestionamento de 2 quilômetros (km), de acordo com a Polícia Rodoviária Federal.
 
Em Chorozinho, há aproximadamente 800 caminhões ocupando 4 km de acostamento, nos dois sentidos. Às 10h30min, duas faixas da pista foram liberadas para trânsito, exceto para veículos de carga. O trânsito não está congestionado, mas segue lento, conforme a PRF.
 
Em todos os locais, equipes da PRF orientam os motoristas sobre o tráfego e os desvios. Como nos outros dois dias de protestos, os bloqueios continuam parciais. Cargas vivas como animais e também alimentos perecíveis são autorizados a passar, bem como carros de pequeno porte. 
[SAIBAMAIS] 
As reivindicações se refletem em outros setores. Os Correios suspenderam temporariamente as postagens de Sedex e entregas normais. Pelo menos cinco estados continuam as paralisações. Principais rodovias de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná estão bloqueadas. 

 

TAGS