PUBLICIDADE
Notícias

Enel identifica "gato" em 41 residências em condomínio de luxo no Eusébio

No primeiro semestre deste ano, foram realizadas 43 prisões por furto de energia. Não houve registro de prisão durante a inspeção no condomínio

17:34 | 16/08/2017
NULL
NULL
[FOTO1]
41 casas de luxo de um condomínio no Eusébio, região metropolitana de Fortaleza, furtavam energia elétrica e tinham medidores adulterados, segundo informações da Enel Distribuição Ceará. A empresa confirmou a denuncia e informou que as irregularidades foram encontradas durante inspeção realizada nas 211 residências do condomínio, entre os últimos meses de junho e agosto.

A Enel informa que o furto de energia é crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão. No primeiro semestre deste ano, foram efetuadas 43 prisões por furto de energia no Ceará, durante operações da empresa com apoio da Polícia Civil. Em 2016 ocorreram 20 prisões e em 2015 ocorreram cinco.

Apesar do número de irregularidades num mesmo condomínio se equipararem à quantidade de prisões realizadas no Estado na primeira metade de 2017, a empresa informou que não houve prisões durante a inspeção, e que os “gatos” foram desfeitos. À reportagem, a Enel justificou que as prisões ocorrem apenas em operações conjuntas com a Polícia Civil, “normalmente em bairros que têm mais irregularidades”, e que, neste caso, houve uma inspeção regular.

Riscos
A empresa alerta que as ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia, além de risco de choque elétrico para quem tenta fazer gambiarras e ligações indevidas.
 
Para denunciar casos de furto de energia em todo o Estado, a Enel indica os clientes podem ligar gratuitamente para a Central de Relacionamento (0800 285 0196), que funciona 24 horas.
TAGS