PUBLICIDADE
Notícias

Sargento da PM morre ao reagir a assalto no Crato

Dupla armada anunciou o assalto em uma farmácia e rendeu clientes e funcionários do local. PM foi atingido quando efetuou disparo contra um dos assaltantes

14:17 | 04/11/2014

Atualizada às 15h20min

Um sargento da Polícia Militar do Ceará (PM-CE) foi morto na tarde desta terça-feira, 4, após reagir a um assalto em uma farmácia no Crato, 504,4 km de Fortaleza. Uma dupla de assaltante invadiu o estabelecimento e o PM, identificado como Francié Rodrigues Lopes, 36, efetuou os disparos contra a dupla, mas foi atingido e morreu no local.

Segundo informações de um soldado do Ronda do Quarteirão do município, identificado apenas como Régis, um dos suspeitos foi baleado e encaminhado ao hospital. O outro suspeito segue foragido e foram acionados reforços do Comando Tático Motorizado e da Força Tática de Apoio (FTA) da região.

O PM Rodrigues, como era conhecido, atuava no Ronda do Quarteirão do Crato há mais de dois anos, conforme informações repassadas pela PM do município. Ele é natural de Quixaremobim e nasceu no dia 13 julho de 1978.

Nesta manhã, um outro sargento, do Corpo de Bombeiros, se envolveu em uma troca de tiros com dois assaltantes, em Fortaleza. Um dos suspeitos morreu e o policial não teve ferimentos, conforme a Polícia Militar.

Em outubro, um policial militar, identificado como Paulo Roberto Rodrigues, foi baleado em um assalto no bairro Henrique Jorge. De acordo com o tenente-coronel Nascimento, da Área Integrada de Segurança II (AIS II), o soldado foi abordado por dois homens em uma moto, modelo Bros de cor vermelha, quando chegava em casa, por volta de 6h45. Na ação, o policial tentou correr e foi atingido no braço.

Segundo a Associação de Cabos e Soldados Militares do Ceará (ACSMCE), o número de policiais mortos em assaltos, troca de tiros ou tentativas de roubo de armas, no ano passado, foi 18. Neste ano, a ACSMCE não soube precisar números exatos, mas estima pelo menos cinco casos de ataques a policiais.

Redação O POVO Online com informações de
Amaury Alencar, especial para O POVO
TAGS