Participamos do

Criança morre após pai reagir à ação policial em Caucaia; operação deixou ainda um homem morto e uma idosa e outra criança feridas

Os agentes teriam ido ao local para verificar uma denúncia de porte indevido de arma de fogo, quando o suspeito reagiu e policiais revidaram com disparos
21:40 | Set. 11, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

*Atualizada às 19h25min do dia 12 de setembro de 2020

Uma averiguação da Policia Civil, que ocorreu no bairro Nova Metrópole, Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), resultou na morte de uma criança de 11 anos e de um adulto. Os agentes teriam ido ao local para verificar uma denúncia de porte indevido de arma de fogo, quando o suspeito supostamente reagiu e policiais revidaram com disparos. O fato ocorreu na tarde desta sexta-feira, 11, e deixou ainda duas pessoas feridas, entre elas outra criança, de 9 anos.

De acordo com órgão, dois homens que moravam próximos discutiram e um deles foi à delegacia prestar queixa. Na ocasião, o denunciante alegou que o vizinho tinha uma arma de fogo em casa e chegou a realizar um Boletim de Ocorrência (BO), fazendo com que uma equipe da Polícia Civil fosse até a casa do suspeito para averiguar informação.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Com a chegada dos agentes, o suspeito Wandiney Sales Matos, de 36 anos, entrou em um veículo e avançou contra o portão da própria residência, colidindo também com uma das viaturas que estavam no local. Os policias revidaram com tiros e o homem se rendeu, mas o filho dele, de 11 anos, estava dentro do carro e faleceu na ação.

Uma mulher de 65 anos e uma criança de 9 foram lesionadas, mas receberam socorro e não morreram. Quando os agentes entraram na casa, encontraram ainda um homem morto e apreenderam uma arma de fogo no local.

A SSPDS não esclareceu, contudo, se os óbitos e as lesões foram decorrentes dos disparos efetuados por policiais, assim como não informou se o suspeito teria trocado tiro com os agentes, afirmando apenas que ele avançou com o veículo. O POVO solicitou mais explicações à pasta e segue agora aguardando esclarecimentos sobre o ocorrido.

O episódio ainda está sendo analisado pela perícia, que busca identificar como se deu a ocorrência, investigando as informações preliminares e buscando informações sobre quem teria sido o responsável pela autoria dos disparos.

Em nota, a  Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que foram instaurados um auto de prisão em flagrante por homicídio e um inquérito policial para investigar a atuação de policiais civis e militares durante uma ocorrência registrada nesta sexta-feira (11), em Caucaia. Os levantamentos preliminares no local do fato foram realizados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Oitivas dos profissionais de segurança envolvidos e de testemunhas seguem em andamento na sede do DHPP, em Fortaleza.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da SSPDS, a ocorrência teria iniciado após uma discussão entre vizinhos. Wandiney Sales Matos, 36 anos, é suspeito de matar com disparos de arma de fogo, o vizinho identificado por Herlando Andrade da Silva, 44 anos, após uma possível desavença entre os dois. A segunda vítima fatal da ocorrência foi Kauã Viana Sales de 12 anos, filho de Wandiney. Outras duas pessoas foram baleadas e socorridas.Na tarde e noite sábado, 12, equipes trabalham para identificar todas as circunstâncias da ocorrência, bem como a autoria dos disparos de arma de fogo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags