PUBLICIDADE
Notícias

Vereador de Catarina é assassinado

Antonio Chagas de Oliveira foi morto com três tiros após uma discussão política. O suspeito do crime, Maicon Vasconcelos Evangelista, está foragido

09:28 | 14/04/2016
NULL
NULL

Atualizado as 9h35min

O vereador licenciado Antonio Chagas de Oliveira, mais conhecido como Valmir do Monte Alegre, foi assassinado a tiros por volta da meia-noite desta quinta-feira, 14, em Catarina, região Centro-Sul do Estado.

De acordo com o Destacamento da Polícia Militar (PM) de Catarina, o crime ocorreu após uma discussão política entre a vítima e um amigo dele "de longa data", Maicon Vasconcelos Evangelista. Uma discussão "banal", longe de justificar o crime, conta o vereador Chaga da Santana (PSD), 1º secretário da Câmara Municipal. Eles estariam em uma bebedeira, em frente a um bar localizado na praça Caboclinho, no Centro. Após uma troca de empurrões, Maicon foi até o carro dele, modelo Volkswagen Gol, buscar uma arma, contaram testemunhas à PM. O suspeito então teria atirado três vezes no vereador, atingindo o abdômen, o braço esquerdo e o peito dele.

Valmir do Monte Alegre foi socorrido por populares, mas chegou morto ao hospital da cidade. Maicon teria fugido no carro, em direção não informada por testemunhas à PM. Nesta manhã, os policiais encontraram o carro abandonado e apuraram que Maicon fugiu em uma moto modelo Honda Bros sem placa. Até o momento, ele não foi localizado.

O soldado Isaac, da PM local, informou que os dois nunca haviam tido atrito. Maicon foi cabo eleitoral do vereador nas eleições de 2008, conta Chaga da Santana (PSD). O caso é investigado pela Delegacia Regional de Tauá.

Biografia
Valmir do Monte Alegre tinha 48 anos e era filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Estava em seu segundo mandato como vereador de Catarina, fazendo parte do grupo da situação. Em 2008, ele foi eleito vereador pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), mandato em que chegou a ser presidente da câmara local, no biênio 2011/2012.

De acordo com Chaga da Santana, Valmir do Monte Alegre estava licenciado há cerca de um ano, por porte ilegal de arma.

Redação O POVO Online, com informações de Amaury Alencar/ Especial para O POVO
TAGS