Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Suspeito de chefiar o tráfico em Cascavel é preso com pistola da PM de SP

A prisão aconteceu na manhã deste sábado, 18. Com o suspeito, a Polícia Civil encontrou uma pistola de carga da PM de São Paulo. Outro homem também foi preso em flagrante
18:36 | Set. 18, 2021
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um homem foi preso pela Polícia Civil, na praia da Caponga, em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), suspeito de ser o chefe do tráfico na cidade. Felipe Nascimento de Sousa, 21, foi detido junto a Artêmio Costa Ramires, 21, que tem antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo. Os dois estavam em uma barraca de praia no momento em que foram detidos.

Segundo a Polícia, a prisão aconteceu após um trabalho investigativo realizado por equipes da Delegacia Metropolitana de Cascavel e pela Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Coin/SSPDS). Contra Felipe, foi cumprido um mandado de prisão preventiva. Durante a abordagem, foram apreendidas 26 gramas de cocaína, 30 gramas de crack e nove gramas de maconha. Uma pistola calibre .40, à carga, da Polícia Militar de São Paulo, e 31 munições também foram encontradas. Um carro de luxo utilizado pelos homens também foi recolhido.

Os dois homens foram conduzidos à Delegacia Metropolitana de Cascavel, onde foi constatado que também havia um mandado de prisão preventiva pelo crime de tráfico de drogas contra Artêmio. Os mandados de prisões foram cumpridos e um procedimento foi instaurado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de associação para o tráfico, tráfico de drogas, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e receptação. As equipes da Polícia Civil e da Coin continuam em buscas e realizando levantamentos para prender outros suspeitos de crimes ocorridos na região.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags