PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia investiga maus tratos contra tatu em Caridade; mulher é identificada após vídeo viralizar

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram um grupo de eleitores vestidos de amarelo comemorando o resultado da eleição com um tatu bola. O grupo amarra o animal em um carro e o arrasta pelas ruas. Ativista Luísa Mell divulgou imagens em seu perfil do Instagram

15:10 | 17/11/2020
As imagens foram filmadas durante a comemoração após as eleições em Caridade (Foto: REPRODUÇÃO INSTAGRAM)
As imagens foram filmadas durante a comemoração após as eleições em Caridade (Foto: REPRODUÇÃO INSTAGRAM)

Imagens divulgadas no perfil da ativista e apresentadora de televisão Luísa Mell, na rede social Instagram, mostram a comemoração de um grupo de eleitores, vestidos de amarelo, na cidade de Caridade, a 101,5 quilômetros de Fortaleza, maltratando um tatu, da espécie Tolypeutes, popularmente conhecido como tatu bola. Na gravação, uma mulher aparece em meio a uma multidão despejando, de uma mamadeira, um líquido amarelo com espuma, semelhante a cerveja, sobre a boca do animal. Nas imagens seguintes, o tatu aparece preso a uma corda e sendo arrastado por um carro.

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informa que a Delegacia Regional de Canindé investiga as circunstâncias do vídeo em que aparecem as imagens de maus tratos. Em nota, a Polícia Civil ressaltou que a mulher que aparece nas imagens já foi identificada. "A equipe policial realiza, na tarde desta terça-feira, 17, oitivas e diligências para apurar o fato", destaca a nota. O crime ocorreu, na noite do último domingo, 15, em Caridade. As imagens registradas estão auxiliando os trabalhos policiais.

Veja o vídeo