PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Preso suspeito de balear irmãos de 12 e 20 anos após confusão em vaquejada no interior do Ceará

O autor do crime teria brigado com uma das vítimas na vaquejada de Capistrano e voltou para buscar a arma em casa. Ele não teria encontrado o rapaz e foi até a residência da família, onde efetuou disparos

21:14 | 31/05/2019

A operação denominada "Filho de Jessé", da Polícia Civil do Estado do Ceará, resultou na prisão de Deivid dos Santos de Castro, 24 anos, nesta sexta-feira, 31, no município de Baturité, a 93km de Fortaleza. Policiais civis cumpriram o mandado de prisão por tentativa de homicídio contra uma criança de 12 anos e um jovem de 20, ambos irmãos, em uma vaquejada no interior do Ceará, em Capistrano, a 110 quilômetros da Capital. A prisão aconteceu sob a coordenação do delegado Joel Morais. O crime ocorreu no dia 22 de janeiro deste ano. 

Os levantamentos da Polícia Civil descobriram que, durante a vaquejada, Deivid discutiu com o jovem de 20 anos e os dois agrediram-se fisicamente. O suspeito teria ido em casa pegar uma arma para voltar ao evento, no entanto a vítima não estava mais na festa. Deivid foi então até a casa da vítima, onde o chamou para o lado de fora da residência e efetuou disparos contra o jovem. A criança de 12 anos estava no local e acabou atingida. Depois, o homem, que estava na companhia de um comparsa armado de uma faca, ainda invadiu a casa e ameaçou a família dos irmãos.

A vítima de 20 anos conseguiu fugir. A criança foi socorrida ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro, onde permaneceu internada e recebeu alta após dias de tratamento. Ela foi atingida no braço e no peito.   

O delegado Joel havia indiciado Deivid por homicídio tentado. O homem confessou o crime e afirmou que a criança colocou-se no meio dos disparos. Ele disse que a motivação seria a desavença dos dois na vaquejada de Capistrano.

Jéssika Sisnando