PUBLICIDADE
Notícias

Golfinhos encalham em praia de Beberibe

Conforme a Aquasis, as características de como foram encontrados os animais configuram como um encalhe em massa

21:12 | 09/11/2014
NULL
NULL

Três golfinhos da espécie Peponecephala electrta (conhecido como golfinho cabeça-de-melão) ficaram encalhados na Praia das Fontes, em Beberibe, na última sexta-feira, 7. Um dos animais foi devolvido ao mar por moradores da região.

De acordo com a Aquasis, organização que realiza o Projeto Manatí, o golfinho devolvido ao mar ainda não foi encontrado em outra região. É provável que o animal encalhe novamente.

A equipe de resgate do projeto, com o auxílio da equipe do Projeto Cetáceos da Costa Branca, está tratando os dois animais no Lagamar do Uruaú, onde se encontra águas calmas o suficiente para os exames, medicação e alimentação via sonda.
[SAIBAMAIS2]
Os exames de sangue apontaram que os golfinhos, apesar do bom estado corporal, apresentam quadro de infecção viral. Os dois apresentam melhoras significativas. Nesta segunda, 10, serão realizados novos exames e, caso os veterinários verifiquem estado de saúde ideal, será realizada uma tentativa de soltura. O projeto está verificando a disponibilidade de uma embarcação que possa fazer a soltura dos dois animais juntos.

Conforme a Aquasis, as características de como foram encontrados os animais configuram como um encalhe em massa. O fato registrado é considerado raro, normalmente explicado devido a infestações parasitárias ou utilização de sonares militares e de prospecção sísmica.

No Brasil há um registro de encalhe em massa da espécie em 1987, na Praia de Piracanga. Pelo menos 240 animais encalharam e morreram na areia. Não havia na região equipe ou logística para atender esse tipo de encalhe.

Redação O POVO Online

TAGS