PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Ex-namorado exige perfumes e dinheiro para não divulgar fotos íntimas de mulher e acaba preso

Durante três anos, o homem extorquiu a mulher e exigia que o dinheiro fosse depositado em uma conta bancária

12:11 | 16/05/2019

Após manter relacionamento com uma mulher, no ano de 2016, José Eudênio de Sousa Rodrigues, de 37 anos, passou a exigir dinheiro e perfumes para não divulgar as fotos intimas da ex-companheira. A extorsão seguiu por três anos. A prisão dele ocorreu após investigação da Delegacia de Baturité em parceria com o departamento de Inteligência Policial (DIP) nesta terça-feira, 14.

Eudênio foi preso no terminal da Parangaba depois de receber dois perfumes e a quantia de R$ 100. Em menos de uma semana depois da vítima ter comunicado o caso, ele foi identificado e detido.

A vítima informou aos policiais que as fotos intimas foram feitas sem a permissão dela e que depois de armazenar o conteúdo, ele passou a exigir dinheiro para apagar as imagens. E ainda ameaçava divulgar o conteúdo para os parentes da mulher. 

Ele exigia que o dinheiro fosse depositado em uma conta bancária. Conforme a Polícia Civil, o homem foi identificado e preso. Entre os presentes, um celular que a vítima teve que pagar quase R$ 1 mil.

De acordo com a mulher, as extorsões se prolongaram por cerca de três anos, até que ela decidiu procurar uma delegacia para reportar as ameaças que sofria. Em menos de uma semana após ter comunicado o caso, o homem foi identificado e preso.

Eudênio foi autuado em flagrante pelo crime de extorsão em sede de violência doméstica, ou seja, por envolver violência psicológica, mediante ameaça, constrangimento, chantagem, violação de intimidade ou qualquer outro meio que cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação da mulher. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso. O suspeito pode ser indiciado pelo registro não autorizado da intimidade sexual, que tem pena de detenção, de seis meses a um ano, e multa.

O titular da Delegacia Regional de Baturité, delegado Joel Morais, acredita que o infrator possa ter praticado crimes em situações análogas e ressalta que, caso outras vítimas reconheçam Eudênio, que procurem a unidade policial para relatar os fatos. O contato pode ser feito pelos números (85) 3347-4241 da Regional de Baturité ou (85) 3101-2053, do Departamento de Inteligência da Polícia Civil. A unidade policial de Baturité fica na Rua Major Pedro Catão, S/N, Mondego, Baturité-CE.

Redação O POVO Online