PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Ministério Público pede prisão preventiva de idoso acusado de estupro de vulnerável em Aracoiaba

Segundo o promotor de Justiça Antônio Forte, criminosos que cometem esse tipo de crime devem passar o processo inteiro em reclusão

13:53 | 16/04/2020

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça da comarca de Ocara, pediu, na última quarta, 15, a decretação da prisão preventiva de José Maria da Silva, 72, acusado de praticar o crime de estupro de vulnerável em Aracoiaba. A vítima é um menino de 12 anos. O caso gerou comoção no município, que foi agravada porque a Justiça permitiu, durante audiência de custódia, que o acusado respondesse em liberdade. O crime teria ocorrido há quase um ano, no dia 22 de abril de 2019.

“Ele chegou a ser preso logo em seguida, mas foi solto dois dias depois. Isso gerou uma revolta na população porque o idoso não negou o crime”, informa o promotor de Justiça Antônio Forte. De acordo com o promotor, o idoso teria dito que achava que se tratava de uma menina por ser cerca de 20 horas e estar escuro. “Negando qualquer respeito ao direito da criança e do adolescente”, avisa representante do MP.

“Eu me deparei com alguns processos criminais em que havia estupro de vulnerável e que os réus estavam respondendo os processos em liberdade. E isso me chamou a atenção. Tomei a iniciativa de pedir a prisão desses réus”, avisa o promotor. Para ele, pessoas acusadas de cometer abusos contra crianças e adolescentes têm de estar presas. “Passar o processo inteiro atrás das grades”, finaliza.

O POVO entrou em contato com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Ceará, mas até às 13h50min, não obteve resposta.