PUBLICIDADE
Notícias

Perícia aponta excesso de peso em boia que virou com radialista no Beach Park, diz jornal

O paulista sofreu traumatismo craniano no momento da queda. O brinquedo do Beach Park foi inaugurado no último sábado, 14, com a presença de famosos

22:53 | 18/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
A boia que virou no toboágua Vainkará, do parque aquático Beach Parkvitimando o radialista paulista Ricardo José Hilário da Silva, 43, estava com carga superior à indicada para o brinquedo. Conforme informações do jornal Estadão atribuídas à perícia, ao todo, o grupo de quatro pessoas somava 395 quilos, enquanto o ideal era de até 320 quilos, uma sobrecarga de 23,4%. 

No momento do acidente, desciam no equipamento Tarcísio Pontes, pesando 105 quilos, Mateus Sena, com 110 quilos, e Michele Laverde, com 90 quilos. A reportagem aponta ainda que a vítima também pesava 90 quilos. Além do falecimento de Ricardo, o acidente deixou a mulher com ferimentos nos braços e nos seios. 
[SAIBAMAIS]
paulista sofreu traumatismo craniano no momento da queda. Segundo testemunhas ouvidas pelo O POVO Online, a boia desceu em alta velocidade pelo toboágua e virou próximo ao fim do trajeto. O brinquedo, inaugurado no último sábado, 14, com a presença de famosos, tinha aviso sobre a capacidade máxima de carga, contudo, o peso dos usuários das boias não era verificado no momento do embarque, acusam os usuários. 

Em nota divulgada à imprensa, a administração do parque informou que a equipe de segurança aquática realizou o atendimento de forma imediata, mas não foi suficiente. “O Beach Park lamenta profundamente o ocorrido e está dando todo o apoio, suporte e atenção para a família”, informou. O empreendimento afirmou ainda que o brinquedo passou por dois anos e meio de desenvolvimento, implantação e testes do "Vainkará".

Nesta quarta-feira, 18, o Beach Park voltou às atividades, mas com o brinquedo interditado até a conclusão da perícia e reparos necessários. Ao longo do dia, a movimentação no local foi intensa, apesar da cautela do público. 

O POVO Online entrou em contato com a assessoria de imprensa da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) na noite desta quarta-feira, 18, mas as chamaram não foram atendidas. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS