Governo do Ceará e MEC lançam editais para construção de mais 38 novas escolas de tempo integral

Anúncio para construção das unidades foi lançado na manhã desta sexta-feira, 14. Equipamentos serão distribuídos em 36 municípios no Estado para ampliar a modalidade educacional

O Ceará terá 38 novas escolas de Ensino Médio em tempo integral. Os editais para a construção das instituições foram lançados na manhã desta sexta-feira, 14, pelo Governo do Ceará e o Ministério da Educação (MEC), em evento no Palácio da Abolição, em Fortaleza. A solenidade contou com a presença do ministro da Educação, Camilo Santana, do governador do Estado, Elmano de Freitas (PT), e da secretária da Educação, Eliana Estrela.

O investimento para a construção dos equipamentos é de R$ 568 milhões e são recursos oriundos do Tesouro Estadual e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). As obras serão supervisionadas pela Superintendência de Obras Públicas (SOP).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A autorização dos editais de licitações lançados irá beneficiar estudantes de 36 municípios cearenses. Para a construção das escolas, inicialmente, os gestores municipais doaram terrenos ao Governo do Estado para a construção das unidades. As escolas terão estrutura composta por salas de aulas, biblioteca, laboratórios e quadra poliesportiva.

“Praticamente, todos os terrenos que nós vamos construir essas escolas do chão, foram doados pelos municípios, pelos prefeitos e prefeitas do Estado do Ceará. Vocês tiveram visita da SOP para visitar os terrenos. Às vezes, a SOP dizendo que não era o melhor e vocês procuraram outro terreno mais próximo, onde está a demanda dos estudantes. Serão 38 escolas vindas do chão”, comenta Elmano.

Atualmente, o Estado tem 75% das escolas em tempo integral e tem a meta de atingir, até 2026, 100% das instituições nessa modalidade. Ao todo, são 512 escolas em Tempo Integral, com o atendimento de 177.872 alunos. Do total de unidades de ensino, são 367 Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTIs), 132 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs), 12 Escolas do Campo, além de 01 Escola Família Agrícola (EFA).

A escola Enéas Olímpio da Silva, localizada no município de Iracema, a 286 quilômetros de Fortaleza, será uma das instituições que irá mudar a modalidade de ensino, de regular para integral, ainda neste ano. A diretora da instituição, Valderlania Lira, avalia que o ensino vai impactar positivamente os estudantes. “Eles vão ter uma assistência o dia todo. A escola tem proteção alimentar, aprendizado e agora vamos ter mais tempo com os alunos para desenvolver demais atividades”, destaca.

Para a estudante do 2º ano do ensino médio da instituição Camila Urbano Feitosa, 16, há uma expectativa alta para a mudança do formato, principalmente, em virtude das novas possibilidades de aprendizagem. “Uma nova escola vai ter áreas da tecnologia, professores avançados, que se preocupam com a gente e vamos ter mais conhecimento. Em uma escola integral também tem cursos técnicos e já vamos sair com diploma”, cita.

Os municípios selecionados para os novos equipamentos foram selecionados a partir da demanda estudantil. A titular da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), Eliana Estrela, afirma que os espaços serão adequados para que os estudantes sejam acolhidos e que tenham diferentes experiências para o desenvolvimento estudantil. “A gente está avançando no tempo integral com foco nas oportunidades para a juventude”, disse.

O governador do Estado ainda destacou que, para alcançar a universalização da mobilidade estudantil, o Estado deve construir novas 139 escolas de Ensino Médio. Dessas, 24 estão em construção, com edital lançado nesta sexta, mais 38 são contempladas. Elmano afirmou, ainda, que a licitação de mais 77 escolas será lançada ainda neste ano. “Tudo avança muito com o tempo integral e vamos construir as 139 escolas para terminar o governo com todos os alunos em escola em tempo integral”, destaca.

Veja a lista dos municípios e quantas instituições:

- Amontada (2);
- Acaraú;
- Aquiraz;
- Barbalha,
- Baturité;
- Camocim;
- Capistrano;
- Coreaú;
- Croatá;
- Fortaleza (2);
- Granja;
- Icó;
- Iguatu;
- Iracema;
- Irauçuba;
- Itapajé;
- Itapipoca;
- Itarema;
- Itatira;
- Jaguaribe;
- Jaguaruana;
- Jijoca de Jericoacoara;
- Maracanaú,
- Morada Nova;
- Mucambo;
- Nova Russas;
- Novo Oriente;
- Quixeramobim;
- Pacoti;
- Santa Quitéria;
- São Gonçalo do Amarante;
- Senador Sá;
- Tamboril;
- Trairi;
- Uruburetama
- Viçosa do Ceará

Ministério repassa R$ 45 bilhões para programa em tempo integral no Ceará

Durante o lançamento dos editais, o ministro da Educação, Camilo Santana, informou que o Ministério da Educação (MEC) irá repassar R$ 45 milhões ao Ceará e demais 16 municípios cearenses para apoio ao Programa Escola em Tempo Integral. O valor é referente à segunda parcela do fomento da parcela 2023-2024, onde serão destinados R$ 16 milhões para a rede municipal e R$ 30 milhões aos municípios.

“Construímos o Programa Escola em Tempo Integral [do Governo Federal] junto aos estados e municípios. Estamos investindo R$ 4 bilhões. Já repassamos para as redes estadual e municipal do Ceará R$ 80 milhões, e hoje repassamos mais R$ 45 milhões. São quase R$ 130 milhões para incentivar essa modalidade no Ceará, que já é o primeiro do Brasil em matrículas no Ensino Fundamental, e o terceiro no Ensino Médio”, disse Camilo.

O ministro da Educação destacou que o programa é a maior política de estímulo à educação de tempo integral. Ainda segundo Camilo, a meta, deste ano, é que sejam realizadas 1 milhão de novas matrículas. Ele afirma que, atualmente, foram alcançadas quase 100% desse quantitativo. “Temos quase 1 milhão de novos alunos em escolas públicas já na sala de aula”, informa.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Elmano de Freitas Camilo Santana

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar