Participamos do

Família no Cariri pede ajuda para custear tratamento do filho com condição rara

O pequeno Gilberto foi diagnosticado com uma síndrome rara e agora sua família
15:12 | Dez. 03, 2021
Autor Pedro Igor/Especial para O POVO
Foto do autor
Pedro Igor/Especial para O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O pequeno Gilberto Neto, natural de Juazeiro do Norte, já provou ser um exemplo de força com apenas 9 meses de vida. Ele nasceu com Síndrome de Down e recentemente foi diagnosticado com Síndrome de West. Essa é uma condição rara que se desenvolve nos primeiros anos de vida e acarreta espasmos epilépticos frequentes. O tratamento consiste na aplicação de um medicamento importado cujo custo elevado tem pesado no bolso da mãe, Ana Cristina, que está desempregada. Para arcar com o tratamento do filho, Cristina decidiu começar uma campanha de arrecadação online.

Ela contou em entrevista à Rádio CBN Cariri, que tudo começou há cerca de um mês, quando percebeu que o filho tinha alguns espasmos nos braços e pernas. Cristina levou seu filho ao médico assim que os espasmos ficaram mais intensos e assim Gilberto foi diagnosticado com Síndrome de West. A criança pode ter um maior atraso no seu desenvolvimento, se não tratar da nova condição com urgência.

O tratamento mais eficaz para o controle dos espasmos decorrentes da Síndrome de West consiste na aplicação de uma medicação chamada ACTH. O medicamento é importado e distribuído pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas a fila de espera é longa demais e pode demorar anos, o que é inviável para Gilberto, que precisa iniciar o tratamento antes de um ano de idade.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dada a urgência da condição clínica do filho, Ana Cristina decidiu iniciar uma campanha de arrecadação para custear o tratamento com ACTH. Ela estipulou para vaquinha online o valor de R$ 10.000 , pois o preço pela importação dos medicamentos é de cerca de R$ 8.000, mas sua aplicação acontece apenas em ambiente de UTI. Esse tipo de procedimento só foi realizado uma vez na região do Cariri e como tanto Cristina como seu marido estão desempregados, está fora de cogitação ir para a Capital, Fortaleza, realizar a internação de Gilberto.

Para ajudar a família, doe através do link (Comprar ampolas de ACTH) ou pelo PIX: 040.835.143.88  Acompanhe a trajetória de superação de Gilberto pelo Instagram (https://www.instagram.com/gilbertonetodeoliveira/)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente