Participamos do

Governo do Estado inaugura Policlínica em Canindé, que deverá atender mais cinco cidades

Camilo Santa rebateu as críticas feitas em relação ao atraso das obras da unidade de saúde
11:27 | Nov. 23, 2021
Autor Danrley Pascoal
Foto do autor
Danrley Pascoal Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na manhã desta terça-feira, 23, o Governo do Ceará inaugurou a Policlínica Regional de Canindé. O governador Camilo Santana (PT) e o secretário da Saúde do Estado, Marcos Gadelha, participaram da inauguração. A unidade deve atender os municípios de Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena e Paramoti. A perspectiva é de que haja atendimento para mais de 210 mil pessoas.


A Policlínica Regional de Canindé é a 21ª unidade aberta no Estado. Camilo Santana destacou a parceria com o secretário Marcos Gadelha para que a obra fosse entregue ainda em 2021. “Ele está comigo desde 2015, no meu primeiro governo foi secretário adjunto e agora em setembro eu o convidei para assumir a Sesa. Fiz algumas solicitações como prioridade ao Marcos, uma delas era que ainda esse ano fosse entregue a Policlínica de Canindé”.


A demora na entrega da unidade da saúde foi alvo de críticas de opositores do governo. Capitão Wagner (Pros), deputado federal e pré-candidato ao governo do Estado, por exemplo, fez duros comentários em artigo publicado no Jornal O Povo, e ressaltou também os gastos com a unidade de saúde. “Não é nada compreensível que, no Ceará, quatro grandes hospitais construídos em regiões importantes pelo Governo do Ceará sigam com as portas fechadas: Hospital Regional de Itapipoca (R$ 20 milhões), Hospital Vale do Jaguaribe (R$ 122 milhões), Policlínica de Canindé (R$ 8 milhões) e Policlínica de Maracanaú (R$ 20 milhões)”, disse.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Camilo Santana respondeu às críticas, destacou que o atraso não passou por problemas relacionados à gestão do Estado e da prefeitura de Canindé, disse que a demora ocorreu por problemas alheios e que “fogem do nosso controle”. "Parece que enterraram alguma coisa aqui, para não sair essa obra, pense no negócio para dar trabalho. Foi empresa que abandonou, construtora ruim, depois instalação elétrica mal feita e pandemia”.


O secretário de saúde Marcos Gadelha também falou sobre a entrega da unidade de saúde e sua importância para a região Sertão Central. Segundo ele, as pessoas terão maior diversidade de especialidades, não tendo mais necessidade de se deslocar para Fortaleza, por exemplo.


“Vai dar mais acesso a diversas especialidades: cardiologia, ginecologia, urologia, mastologia, obstetrícia, oftalmologia, além de fisioterapia e outras. Então assim, é uma evolução enorme pra mim e isso faz parte do programa de regionalização da saúde do governador Camilo Santana” disse Marcos Gadelha.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags