Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

12 municípios cearenses registram chuvas rápidas nesta quarta

A região do Cariri concentrou quase todos os registros de chuva, considerados pouco expressivos
10:02 | Set. 15, 2021
Autor Júlia Duarte
Foto do autor
Júlia Duarte Estagiária
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará teve registro de chuvas rápidas em 12 municípios nas últimas 24 horas. As precipitações aconteceram mais na porção Centro-Sul do Estado e, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), teve relação com a formação de áreas de instabilidades provenientes do Oceano Atlântico. O órgão explica que as chuvas também são causadas por efeitos locais, como temperatura e relevo.

A região do Cariri concentrou quase todos os registros de chuva, considerados pouco expressivos. Umari foi o município com a maior chuva registrada, com 26 mm, no posto da cidade. Juazeiro segue a lista em segundo lugar, com 20 mm, no posto da Vila São Gonçalo-Marrocos. Tauá, no Sertão Central, teve a terceira maior precipitação: 18,3 mm. Todos os demais municípios com registros de chuva são da região do Cariri. Em Fortaleza e Região Metropolitana (RMF) não houve registro de chuvas.

Confira as maiores precipitações desta quarta-feira, 15

Umari: 26 mm

Juazeiro do Norte: 20mm

Tauá: 18.3mm

Crato: 18mm

Granjeiro: 14.3

A previsão da Funceme era DE predomínio de céu variando entre parcialmente nublado a sem nuvens com baixa possibilidade de chuva (20% a 40% de chance) em quase todas as macrorregiões, exceto na Ibiapaba.  Para quinta-feira, 16, até a última atualização da previsão, a tendência é de tempo estável, ou seja, sem expectativa de chuva.

LEIA MAIS| B-R-O Bró: Ceará entra em época mais quente do ano

De setembro e dezembro, o Ceará entra na época conhecida como “B-R-O-Bró”, por ser historicamente o período mais quente do ano. A explicação é a baixa umidade do ar devido à escassez de chuva. A proximidade da linha do Equador justifica as temperaturas no Ceará serem tão altas o ano todo. Entretanto, durante esses meses as temperaturas médias costumam ficar mais elevadas, quando a estiagem predomina.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

15 municípios cearenses vão participar de pesquisa do Ministério da Saúde sobre Covid

saúde
14:16 | Set. 14, 2021
Autor Júlia Duarte
Foto do autor
Júlia Duarte Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará é um dos estados escolhidos para participar da Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 (Precov) no Brasil. O estudo é conduzido pelo Ministério da Saúde (MS) para estimar quantas pessoas foram infectadas pelo vírus. No Ceará, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) e do projeto Vigiar SUS vão efetivar a pesquisa em 15 municípios cearenses.

A análise pretende chegar a cálculos mais precisos da morbidade e da letalidade pela Covid-19. O estudo vai ser uma das maiores análises sorológicos de Covid-19 registradas no mundo até o momento.

LEIA MAIS | Covid-19: Fortaleza chega a média móvel de menos de um óbito por dia

A pesquisa vai considerar não só o aspecto da infecção por coronavírus, como também as características socioeconômicas e demográficas dos participantes. A estimativa é que 10.985 pessoas serão entrevistadas no Ceará, após seleção pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Todos que aceitarem participar da pesquisa terão uma amostra de sangue coletada para identificar a presença de anticorpos contra a doença. O estudo vai poder dizer também se a pessoa já foi contaminada e/ou desenvolveu imunidade após a vacinação, por meio da análise das proteínas IgG, produzidas pelo organismo com o objetivo de defender o organismo contra agentes infecciosos.

De acordo com a Sesa, todas as informações dos participantes serão mantidas em sigilo, e a secretaria ressalta a importancia de traçar estratégias baseadas em evidências. "Com as informações adquiridas, tomar decisões baseadas em evidências, embasando as respostas em saúde pública”, ressaltou a interlocutora do Vigiar SUS, Viviane Duarte, por meio de nota.

O material será analisado nas unidades de Apoio ao Diagnóstico de Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará e no Rio de Janeiro.
Municípios cearenses que farão parte da pesquisa

Aquiraz
Cascavel
Caucaia
Chorozinho
Eusébio
Fortaleza
Guaiúba
Horizonte
Itaitinga
Maracanaú
Maranguape
Pacajus
Pacatuba
Pindoretama
São Gonçalo do Amarante

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags