Participamos do

Mais de 300 policiais atuam em operação para cumprimento de mandados na Caucaia

Existem denúncias de que integrantes de facções teriam tomado a casa dos moradores, mas até agora nada irregular foi encontrado
07:57 | Ago. 13, 2021
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Operação denominada de Sumé cumpre mandados no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza nesta sexta-feira, 13. As ações ostensivas e preventivas estão sendo executadas no Residencial José Lino da Silveira V e VIII por cerca de 150 policiais civis e 200 policiais militares. Um homem com mandado em aberto por estupro de vulnerável foi preso no início da operação. Um segundo homem também foi preso por falta de pagamento na pensão alimentícia.

Uma moto roubada foi apreendida na operação, que é focada no cumprimento de mandados de prisão e também de busca e apreensão, patrulhas preventivas e fiscalizações de pessoas tornozeladas. Carros e pessoas estão sendo abordados na busca de materiais ilícitos como drogas, armas e veículos roubados. De acordo com Sérgio Pereira, delegado geral da Polícia Civil, o principal objetivo da ação é dar a população o sentimento de tranquilidade e de segurança.

LEIA MAIS |Pesquisa: Caucaia é a 2ª cidade mais violenta do País e mais 3 do Ceará estão na lista

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Existem denúncias de que integrantes de facções teriam tomado a casa dos moradores, mas até agora nada irregular foi encontrado. "A nossa inteligência  demonstrou indicativos de que, nesses residenciais, principalmente nesse, existia uma possibilidade muito alta de que pessoas ligadas a organizações criminosas haviam ocupado de forma clandestina e através de coação e medo alguns imóveis", explico o delegado geral. De acordo com o delegado, os agentes estão no local para realizar o processo de identificação fazendo visita em cada imóvel e verificando quem é morador. O objetivo, segundo titular, é diminuir os índices de violência de Caucaia. "O nosso objetivo principal é é identificar, localizar e prender foragidos e trazer a tranquilidade para as pessoas de bem que residem nesses imóveis[...] a gente tem como trazer a Caucaia pra dentro de uma normalidade pra que, nesse município, as pessoas se sintam seguros em transitar pelas ruas", pontua ainda o delegado.

LEIA MAIS| Anuário de Segurança Pública: Caucaia é o município mais violento do Brasil

Conforme apurado pelo O POVO no local, a Polícia entra na casa dos moradores e perguntam se a pessoa é proprietária do imóvel, se alguém da família já foi assassinado, além de solicitar informações sobre quantas pessoas moram no local. O conjunto habitacional foi um dos construídos na modalidade Minha Casa, Minha Vida. 

O operador de máquinas Jorge abreu, 56, mora no local com a mulher e um neto. Ele estava na fila de carros para passar por vistoria e diz que não se incomoda de chegar um pouco mais tarde no trabalho para passar pela verificação do veículo.  

Com informações da repórter Angélica Feitosa

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente