Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Governo do Ceará lança edital para concurso da Polícia Militar, com 2 mil vagas

Cargo contará com salário de R$ 4.192,72. Ao todo, são 1.360 vagas para pessoas do sexo masculino, 240 para sexo feminino, na ampla concorrência, e 400 vagas destinadas à cota racial
Autor - Mirla Nobre
Foto do autor
- Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo do Ceará lançou nesta segunda-feira, 2, o edital do novo concurso para o cargo de soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE). O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Camilo Santana (PT), durante live nas redes sociais na tarde de hoje. Durante o anúncio, também estiveram presentes o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, e do coronel comandante geral da PMCE, Márcio Oliveira. O edital do certame será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) ainda nesta segunda-feira.

O concurso oferta 2 mil vagas destinadas a candidatos com ensino médio completo, sendo 1.360 para pessoas do sexo masculino e 240 para sexo feminino, na ampla concorrência, e 400 vagas destinadas à cota racial, respeitando à Lei Estadual nº 17.432, que garante 20% das vagas em concursos públicos estaduais para a população negra. O cargo oferecido contará com renumeração mensal de R$ 4.192,72.

LEIA MAIS | Saiba mais sobre o concurso da Polícia Civil do Ceará, com 1.500 vagas

As inscrições para o certame, que terá como banca organizadora a Fundação Getúlio Vargas (FGV), iniciarão a partir das 16 horas do dia 16 de agosto e seguirão até o dia 15 de setembro. A taxa de inscrição custará R$ 120. A isenção da taxa de inscrição pode ser solicitada entre os dias 16 e 18 de agosto, no momento da inscrição no endereço eletrônico da FGV, e  será destinada aos candidatos que se enquadrarem nestes critérios: servidor público, doador de sangue, alunos que estudam ou concluíram seus estudos em entidades de ensino público, alunos cujas famílias recebam renda de até dois salários-mínimos ou como pessoa hipossuficiente.

Esse é o terceiro concurso na área da Segurança Pública anunciado neste ano. Em maio, foram publicados os editais para os ingressos de novos servidores para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), certame realizado nesse domingo, 1º, e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), tanto para convocação imediata quanto para Cadastro de Reserva (CR). Os dois mil policiais militares que serão selecionados representam um aumento de 12% do efetivo existente hoje em toda a PMCE. 

LEIA MAIS | Tentativa de fraude em prova de concurso da Pefoce é descoberta neste domingo

Conforme o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), Sandro Caron, haverá mudanças no curso de formação para soldado da PMCE. “Esses novos aprovados já passarão pelo novo modelo de formação, recentemente alterado aqui no Estado. Durante o curso de formação, eles já farão parte da estrutura da Polícia Militar do Ceará. Receberão os uniformes e já irão participar de estágios supervisionados, o que permite uma maior efetividade na formação, com ênfase sempre na hierarquia, na disciplina e na operacionalidade”, disse.

Etapas do concurso

O concurso da Polícia Militar contará com cinco etapas. Primeiro, uma prova objetiva, com conhecimentos básicos e específicos, de caráter classificatório e eliminatório. A segunda etapa haverá exame de saúde e a terceira etapa, avaliação Psicológica, também de caráter eliminatório. Em seguida, os candidatos contarão com um teste de aptidão física e por último, na quinta etapa, haverá uma investigação social dos candidatos.

A prova objetiva será realizada em Fortaleza e Região Metropolitana da Capital (RMF), com previsão para o dia 7 de novembro deste ano e duração de quatro horas. Os locais de prova também serão divulgados no endereço eletrônico da Fundação Getúlio Vargas. Em razão do período de pandemia da Covid-19, a data provável da aplicação das provas será confirmada com 30 dias de antecedência, por meio de um comunicado que deverá ser divulgado pela banca organizadora.

Ao todo, serão 80 questões, divididas em dois módulos: o primeiro de conhecimentos básicos (Língua Portuguesa, Interpretação de Texto, Raciocínio Lógico, Atualidades e História do Ceará); o segundo módulo trará conhecimentos específicos (Noções de Direito Constitucional, Direitos Humanos, Noções de Direito Penal Militar, Processo Penal Militar, Noções de Direito Penal, Noções de Criminologia e Segurança Pública).

Os candidatos aprovados nas cinco etapas passam a integrar a carreira militar e serão alunos do Curso de Formação de Soldados. A formação terá duração de sete meses e será realizada pela Academia Estadual de Segurança Pública do Estado do Ceará (Aesp/CE). No período de aulas, o aluno-soldado receberá uma bolsa de custeio.

Serviço

Concurso para soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE)

Inscrições: 16 de agosto a 15 de setembro
Onde: portal do Fundação Getúlio Vargas (FGV)
Edital: portal FGV

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Mais de 16 mil pessoas foram presas no 1º semestre deste ano no Ceará

BALANÇO
22:58 | Jul. 16, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No Ceará, o total de 16.929 pessoas foram presas no primeiro semestre de 2021 por envolvimento em ações criminosas. As capturas foram realizadas pelas forças de segurança pública cearenses por meio de flagrantes e de cumprimentos de mandados em Fortaleza, na Região Metropolitana e nos interiores do Norte e Sul do Estado. Os dados foram compilados pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a partir de levantamentos feitos pela Coordenadoria de Inteligência (Coin), e divulgados nesta sexta-feira, 16.

Os indicadores divulgados pela pasta apontam ainda que ocorreu uma queda de 28,8% no número de crimes de homicídios e de crimes violentos contra o patrimônio no Estado em comparação ao mesmo período do ano passado. Nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), no primeiro semestre de 2020, foram registrados 2.245 casos. Em 2021, os indicadores ficaram em 1.599 no mesmo período.

LEIA MAIS | Nove fatos sobre a violência no Ceará apontados no Anuário de Segurança Pública

O maior recuo ocorreu em Fortaleza, com 38,1%, indo de 721, em 2020, para 446 neste ano. No cenário de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), a redução foi de 17%, indo de 29.447, no ano passado, para 24.433 neste ano, em comparação aos primeiros seis meses de cada ano.

De acordo com o secretário da Segurança Pública do Ceará, Sandro Caron, o trabalho demonstra o aumento das ações operacionais, seja em capturas em flagrante e em cumprimento de mandados. “Esses resultados levaram a outros resultados importantes, que foi a queda dos indicadores de homicídios e de crimes violentos contra o patrimônio no Estado, em razão de uma maior atuação e maior intensidade operacional das Polícias do Estado”, destacou o titular da pasta.

No balanço realizado pela Supesp, a quantidade de entorpecentes apreendidos neste ano também é destaque, no qual teve um aumento de 80% em comparação ao primeiro semestre do ano passado. Foram apreendido 2,4 toneladas de drogas em 2021. No ano passado, o número foi de 1,3. Em relação ao armamento apreendido nos primeiros seis meses deste ano, o indicador também é positivo. Foram retiradas de circulação 2.999 armas. No mesmo período do ano passado, foram 2.856, correspondendo a um aumento de 5% de apreensão em 2021.

Ceará teve a maior taxa de assassinatos no País em 2020

O 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), divulgado nesta quinta-feira, 15, revelou que o Ceará foi o estado com a maior taxa de assassinatos no País em 2020. Na análise do documento, que se baseia em informações fornecidas pelos governos estaduais, o município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi a cidade que teve a maior taxa de assassinatos, com um número absoluto de 360 mortes violentas intencionais, o município teve uma taxa de 98,6 homicídios por 100 mil.

LEIA MAIS | Sete municípios cearenses superam a média nacional de mortes violentas intencionais

Apesar do aumento em 2020, o Anuário cita que o Ceará manifesta neste ano uma redução no número de assassinatos. Nesta sexta-feira, 16, o titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, destacou, em entrevista à Rádio O POVO CBN, que o Estado já registra em 2021 uma queda de 38% no número de assassinatos.

"Isso não é mais o panorama atual. É o panorama do ano passado que já foi divulgado em várias situações. Nós tivemos algumas cidades citadas como as mais violentas do Brasil, como Caucaia, Maracanaú, mas também temos uma redução em comparação com o ano passado", disse o titular da pasta. Segundo Caron, em Caucaia a redução é de 38% e em Maracanaú o índice de diminuição é de 41%. "É essa nossa palavra aos cidadãos aqui do Estado, de que o panorama divulgado é do ano passado, não é mais o de 2021", pontuou o secretário.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags