PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Sete municípios cearenses superam a média nacional de mortes violentas intencionais

Levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública leva em consideração municípios com 100 mil habitantes ou mais

12:08 | 15/07/2021
Das capitais presentes na lista, Fortaleza só apresenta números melhores que Salvador-BA (Foto: BÁRBARA MOIRA)
Das capitais presentes na lista, Fortaleza só apresenta números melhores que Salvador-BA (Foto: BÁRBARA MOIRA)

Os dados apresentados no 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública apontam que o Ceará possui sete municípios, com 100 mil habitantes ou mais, que possuem taxas de Mortes Violentas Intencionais (MVI) superiores à média nacional.

De acordo com o levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou 50.033 mortes violentas intencionais durante o ano de 2020, o que representa uma taxa de 23,6 pessoas atingidas a cada 100 mil habitantes.

Dos 138 municípios brasileiros que possuem uma taxa superior aos números nacionais, estão Fortaleza, Caucaia, Crato, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape e Sobral.

Localizada na Região Metropolitana de Fortaleza, Caucaia possui a pior taxa por 100 mil habitantes dentre todos os municípios que compõem a lista. Com 360 mortes violentas intencionais em 2020, o município encerrou o último ano com uma taxa de 98,6 casos a cada 100 mil habitantes, número quatro vezes maior do que a média nacional.

O município de Maranguape também possui números preocupantes, segundo os dados do anuário. Ao todo, 103 mortes violentas intencionais foram registradas durante o último ano, deixando o município com uma taxa de 79 casos a cada 100 mil habitantes, o número supera em mais de três vezes a média nacional.

Das capitais presentes na lista, Fortaleza só apresenta números melhores que Salvador (BA). Ao todo, a capital baiana registrou 1.558 mortes violentas intencionais contra os 1.303 casos de Fortaleza. A taxa de ocorrências por 100 mil habitantes na Capital cearense é de 48,5, duas vezes maior que a média nacional. Já Salvador, capital com o pior índice do País, possui uma taxa de 54 casos por 100 mil habitantes.

LEIA TAMBÉM | Câmara aprova medidas de proteção para crianças vítimas de violência

Confira os números dos sete municípios cearenses em 2020:

Caucaia: 360 (MVI) - 98,6 (Taxa por 100 mil habitantes)
Crato: 53  - 39,8 
Fortaleza: 1.303 - 48,5
Juazeiro do Norte: 134  - 48,5
Maracanaú: 180  - 78,4 
Maranguape: 103  -79 
Sobral: 136  - 64,5