PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Chefe de organização criminosa no Parque Santa Rosa é preso no Porto das Dunas

O homem de 36 anos é apontado como líder de facção criminosa do Rio de Janeiro atuante no Ceará. Ele tentou fugir, mas acabou sendo capturado

12:33 | 12/02/2021
Os detalhes sobre a prisão foram dados em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 12 (Foto: Angélica Feitosa)
Os detalhes sobre a prisão foram dados em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 12 (Foto: Angélica Feitosa)

Um homem de 36 anos, morador de um condomínio de luxo no Porto das Dunas, em Aquiraz, foi preso na manhã dessa quinta-feira, 11, após desobedecer a ordem de parada feita por policiais civis. Ele tentou fugir e foi preso 2 km depois do início da perseguição, quando tentava entrar no condomínio. De acordo com a Polícia, o suspeito responde por associação criminosa, tráfico e associação para o tráfico de drogas. Ele é suspeito de comandar o tráfico de drogas em pelo menos oito bairros da Capital, todos próximos ao Parque Santa Rosa. 

Contra o homem já consta uma condenação de 15 anos de reclusão por integrar organização criminosa e tráfico de drogas. A prisão é oriunda de investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) que visa capturar chefias de organização criminosa do Rio de Janeiro que tem atuação no Ceará. 

Durante a perseguição, o suspeito jogou o próprio celular pela janela do carro. No entanto, após sua captura, os policiais civis refizeram o trajeto da perseguição e encontraram o aparelho telefônico. Ele foi autuado em flagrante.

Combate às facções criminosas

 

Segundo o titular da Draco, Harley Filho, há um planejamento para capturar os membros de facções criminosas e atuar no combate a essas organizações. “Nós procuramos mapear e conhecer um determinado núcleo criminoso, isso nos permite atacar as cabeças para desestruturar os crimes violentos no Estado”.

Para o delegado, esta é uma das principais prisões no combate ao crime organizado. “O homem é suspeito de ser um dos líderes da facção criminosa do Rio de Janeiro no Ceará. Mesmo com a tentativa de fuga, a PCCE (Polícia Civil do Ceará) conseguiu capturar o suspeito e o seu celular, que havia sido abandonado”, destaca o delegado.

Denúncias


Os grupos de crime organizado são combatidos pela Draco, que afirma contar com a participação da população para a apuração de informações sobre as ações dos criminosos. A Polícia Civil do Ceará possui uma unidade especializada no caso e disponibiliza um contato de Whatsapp para o recebimento de denúncias de ações de criminosos no estado, basta entrar em contato com o (85) 98969-0182.

As denúncias também podem ser feitas por meio de ligações gratuitas através do Disque-denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) pelo número: 181.

 

Com informações da repórter Angélica Feitosa

TAGS