PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Polícia do Ceará capturou média de 81 pessoas por dia em janeiro

Maior parte das capturas ocorreu em Fortaleza, seguida por Áreas Integradas de Segurança que abrangem municípios na região Norte e do Cariri

15:43 | 07/02/2021
Reunião de cúpula da SSPDS para discutir estratégias de combate ao crime no Ceará (Foto: Divulgação / SSPDS)
Reunião de cúpula da SSPDS para discutir estratégias de combate ao crime no Ceará (Foto: Divulgação / SSPDS)

A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (SSPDS) informou que as polícias Militar e Civil do Ceará capturaram 2.524 adultos e adolescentes em operações ocorridas no último mês de janeiro no Ceará. Na média diária, significa dizer que 81 pessoas foram conduzidas para procedimentos policiais nas delegacias do Estado; seja por meio de cumprimento de mandados de prisão ou em procedimentos de flagrante.

A maior parte das operações ocorreram em Fortaleza, com 960 capturados, seguida da Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14), com 288 capturados, que abrange municípios na região Norte, como Sobral, e pela AIS 19, na região do Cariri, que contabilizou 252 capturas. Na Capital, as AISs 6, 1 e 3 acumularam as maiores quantidades de capturas, com 147, 119 e 116 pessoas detidas e levadas para delegacias, respectivamente.

O último dia de janeiro registrou o maior número de prisões em 24 horas, quando 131 pessoas foram autuadas em flagrante ou tiveram mandados de prisão cumpridos. Segundo a pasta, em sete dos 31 dias de janeiro de 2021, mais de cem pessoas foram presas ou apreendidas no Estado.

Os dados foram obtidos pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp/CE), a partir de levantamentos da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS.

O secretário da Segurança, Sandro Caron, ressaltou a relevância das prisões durante reunião realizada na última sexta-feira, 5, com representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil da Capital. Segundo Caron, os números ajudam a levar a sensação de segurança à população. Na pauta da reunião também foi discutido o trabalho conjunto para reforço de operações para intensificar as abordagens e cumprimentos de mandados judiciais contra foragidos da Justiça.

As reuniões mensais ocorrem com o intuito de fortalecer estratégias de combate ao crime e, consequentemente, reduzir os indicadores criminais no Estado. Segundo a SSPDS, as operações policiais irão conduzir novas ofensivas visando à diminuição de crimes violentos contra a vida e contra o patrimônio, intensificando também as abordagens em locais com manchas criminais em territórios da Capital.