PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Em 24 horas, bombeiros atendem a 8 ocorrências de incêndios em vegetação no município de Sobral

Segundo os bombeiros, a diminuição das precipitações no 2º semestre deixam mais propícias a ocorrência de queimadas

13:29 | 31/07/2020
Foram precisos 13 mil litros de água para apagar as chamas (Foto: Divulgação/CBM)
Foram precisos 13 mil litros de água para apagar as chamas (Foto: Divulgação/CBM)

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) atendeu, em 24 horas, a oito ocorrências de incêndios em vegetação e monturo, como é chamado fogo em lixo, na cidade de Sobral. As operações foram coordenadas pela 1ª Companhia do 3º Batalhão de Bombeiro Militar (1ªCia/3ºBBM – Quartel de Sobral) entre 30 e 31 de julho.

Foram necessários 16 mil litros de água para controlar as chamas. Foram usados também outros materiais como abafadores, pás e enxadas. A equipe foi formada pelos agentes Tenente Rufino, Subtenente Lúcio, Subtenente Crispim, Soldado Reis, Soldado Wilke, Soldado Melquisedeque e Soldado Soares.

LEIA MAIS| Incêndio em Orós teria sido criminoso, mas sem denúncia, investigação não pode acontecer

Os locais das ocorrências incluem regiões centrais e mais afastadas como na Rodovia CE 362, que liga Sobral a Massapê. Além do Centro, os bairros Junco, Campos dos Ventos, Parque Silvana, Renato Parente, Dom Expedido e o Conjunto Habitacional III também tiveram incêndios que precisaram ser debelados pelos bombeiros.

Segundo o Tenente-Coronel Moraes, pelo Estado se localizar no semiárido, com baixas precipitações, principalmente no período do 2º semestre, as queimadas na vegetação são mais propícias de acontecerem. Ele explica também que incêndio florestal é todo fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo ser tanto provocado pelo homem ou por causa natural.

O município de Orós também no interior do Ceará é outro que vêm sendo sofrendo com as ocorrências de incêndios. No domingo, 26, e na quarta-feira, 29 foram registrados incêndios florestais, entre eles um de grande escala. 

O Corpo de Bombeiros dá dicas de como evitar que queimadas ocorram ou se propaguem:

Nunca jogar resto de cigarro ainda aceso ou qualquer outra fonte de calor, por menor que seja, em locais onde haja vegetação, especialmente se ela estiver seca;

Para pessoas em veículos, evitar jogar lixo pela janela do carro, pois os materiais podem servir de alimento para o fogo;

Em caso de acampamentos, a fogueira precisa ser feita em locais onde não haja vegetação, principalmente seca. O ideal é que seja feita bem perto de um rio, observando o sentido do vento para que as centelhas desse fogo ou fumaça não iniciem um possível incêndio florestal;

Nunca se deve soltar balão, uma vez que são um dos maiores causadores de queimadas;

Nunca usar fogo para queima de lixo ou para a limpeza de plantação;

Próximo as estradas e torres de transmissão o ideal é providenciar a limpeza de um terreno em volta de propriedades, matas e coivaras, para impedir propagação de incêndios.

Clique na imagem para abrir a galeria