PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Ceará tem 312 assassinatos durante motim de policiais

Número de homicídios cresceu 178% em relação ao mesmo mês do ano passado. De 19 de fevereiro a 1º de março, houve um homicídio a cada 56 minutos

10:56 | 06/03/2020
Forças Armadas assumiram segurança pública no Ceará durante decreto de Garantia da Lei e da Ordem
Forças Armadas assumiram segurança pública no Ceará durante decreto de Garantia da Lei e da Ordem (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Foram assassinadas 312 pessoas no Ceará entre 19 de fevereiro e 1º de março, período no qual durou o motim de policiais militares iniciado no fim da tarde de 18 de fevereiro. Em todo o mês de fevereiro, houve 456 homicídios, crescimento de 178% em relação ao mesmo mês de 2019. Crescimento é puxado pela Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

VEJA TAMBÉM | O perfil das mortes violentas durante os dias de motim

Em fevereiro do ano passado, haviam sido 164 vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), o que abrange homicídios dolosos/feminicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Foram 292 assassinatos a mais neste ano. Os números são da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

As mortes violentas durante os dias de motim representaram 63,4% das mortes do mês de fevereiro de 2020. Foram contabilizados 289 assassinatos do dia 19 ao dia 29 de fevereiro. Ocorreram mais 23 homicídios em 1º de março. Os 312 homicídios representam, de 19 de fevereiro a 1º de março, um homicídio a cada 56 minutos.

O motim impactou todas as regiões do Estado em relação aos números de CVLI e de Furtos e Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), que contabiliza roubos.

Número de homicídios durante motim

 

38 no dia 21

34 no dia 22

34 no dia 19

29 no dia 23

29 no dia 29

24 no dia 24

23 no dia 26

23 no dia 20

19 no dia 27

18 no dia 25

18 no dia 28

 

Maior variação foi na RMF

Na Região Metropolitana de Fortaleza, a variação foi de 275%: 40 mortes em fevereiro de 2019 e 150 no mesmo período deste ano. Depois, a maior variação é do Interior Sul, com aumento de 181,6% (107 casos em 2020 e 38 em 2019). A Capital vem logo depois, com aumento de 164,8%. Fortaleza saiu de 54 casos em fevereiro de 2019 para 143 casos deste ano. No Interior Norte, o número de CVLI subiu 75%, indo de 32 em 2019 para 56 em fevereiro de 2020.

 

Roubo e Furto

Nesse mês de fevereiro, o acumulado de CVP 1 (roubos a pessoa, de documentos e outros) cresceu 95,3%. Neste ano, foram registradas 6.507 ocorrências desse tipo. No mesmo período de 2019, foram 3.331 ocorrências. São 3.176 roubos a mais do que no ano passado.

O acumulado de CVP 2 (roubo de carga, com restrição de liberdade da vítima, a residência, de veículos e contra instituições financeiras) teve variação foi ainda maior: 168,3% roubos a mais do que em 2019. Foram 1.280 casos neste ano contra 477 do ano passado, uma alta de 803 ocorrências. Os furtos também cresceram 15% em relação a fevereiro de 2019. Foram 4.902 casos neste ano contra 4.263 do ano anterior. São 639 ocorrências a mais.

Ouça a análise sobre motim de policiais:

Listen to "Jogo Político" on Spreaker.