PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Embriaguez será o foco nas fiscalizações de trânsito durante Carnaval; entenda a Lei Seca

A Operação Carnaval nas rodovias será feita em pontos estratégicos, onde ocorrem mais acidentes

Lucas Braga
22:44 | 19/02/2020
Bafômetro: novo aparelho detecta a presença de álcool sem a necessidade de soprar o aparelho
Bafômetro: novo aparelho detecta a presença de álcool sem a necessidade de soprar o aparelho (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A fiscalização intensificada no feriadão de Carnaval já começa no nesta sexta-feira, 19. Pelo comum consumo de álcool no período, o foco no combate à alcoolemia é anunciado para as estradas cearenses.
Além do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Autarquia de Trânsito e Cidadania de Fortaleza (AMC) também devem reforçar a fiscalização até a Quarta de Cinzas.

Já no fim de semana antes do Carnaval, 14 a 16, a PRF deteve três motoristas por dirigirem embriagados nas rodovias federais do Ceará. De 1.762 testes do “bafômetro” realizados, 40 resultaram em autuações por dirigir sob influência de álcool. 

A Operação Carnaval nas rodovias será feita em pontos estratégicos, onde ocorrem mais acidentes. Serão usados também etilômetros passivos, que são equipamentos capazes de identificar a ingestão de álcool sem a necessidade de contato físico com o aparelho pela pessoa fiscalizada. O bastão capta a presença de álcool no ar.

A operação nacional da PRF para este feriadão terá foco em evitar acidentes. “Vamos ser rigorosos na fiscalização de alcoolemia, ultrapassagens indevidas e infrações cometidas por motocicletas. Redobre a atenção e não insista em beber, pois não há tolerância. A tolerância é zero e o motorista que for flagrado vai sofrer as sanções previstas em lei”, recomenda Flávio Maia, chefe da Comunicação Social da PRF no Ceará. A PRF disponibiliza o número 191, para casos de emergência.

O BPRE informou que as ações preventivas e ostensivas serão contínuas, nas rodovias estaduais. “As ações visam garantir a segurança dos usuários das rodovias estaduais e da população em geral, prevenir e reprimir as infrações, bem como a perfeita fluidez do trânsito”.

Em Fortaleza

A Operação da AMC para o Carnaval será realizada com fiscalização e apoio operacional nos principais polos da folia, na Capital. Os bloqueios e desvios de tráfego ocorrerão nas proximidades da avenida Domingos Olímpio, Mercado dos Pinhões, Beira-Mar e outros endereços no Centro e Praia de Iracema.

Cerca de 20% dos pacientes internados no Instituto Dr. José Frota (IJF), que sofreram acidentes, declararam ter ingerido a substância antes da ocorrência. Disraelli Brasil, chefe da Gerência de Operação e Fiscalização da AMC, detalha que, para combater a alcoolemia, as blitze serão realizadas em parceria com o BPRE, em quaisquer locais e horários.

“A correta utilização de capacete e cinto de segurança será observada, além de submeter condutores ao exame do etilômetro. Nossa mensagem é que os condutores brinquem o Carnaval mas não brinquem com a vida. Qualquer ocorrência de trânsito pode ser informada pelo 190”, pontua Disraelli, lembrando que o álcool afeta a capacidade psicomotora, prejudicando reflexos, atenção e acuidade visual.

A Lei Seca

No Brasil a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência da substância é uma infração de natureza gravíssima multiplicada por dez e multa no valor de R$ 2.934,70. Perde-se ainda o direito de dirigir por 12 meses.

Se a concentração de álcool por litro de ar expelido dos pulmões for igual ou superior a 0,34 miligramas ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, ele ainda pode ser preso pelo período de seis meses a três anos e terá a CNH suspensa. Em ambos os casos, o veículo é retido.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja, por exemplo, tem três vezes mais chance de morrer em um acidente do que um condutor sóbrio. Flávio Maia, da PRF no Ceará, detalha que, se o condutor convidado a fazer o teste de bafômetro recusar a soprar o equipamento, a legislação autoriza a autuação por recusa, com multa no mesmo valor, CNH recolhida e suspensa por até 12 meses.

O veículo é retido até um condutor que aceite comprovar sobriedade se apresente. “O condutor que se recusar mas tiver sinais notórios de embriaguez, cambaleando, por exemplo, vai ser detido. Ao termo de constatação de embriaguez, podem ser anexos vídeos ou outras provas”.

Se o condutor que infringir a lei for flagrado embriagado de novo nos 12 meses seguintes, a multa dobra e a CNH pode ser cassada.

Planejamento da viagem

A PRF reforça a importância de informações relacionadas às distâncias que o motorista vai percorrer, bem como as condições do tempo, os pontos de parada, a existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. O órgão também alerta sobre a necessidade de os motoristas não esquecerem a documentação pessoal e a do veículo. 

Entre as principais providências, também está a de checar a revisão do automóvel mesmo para pequenas viagens: faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Também é importante não se esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório.

Confira 10 dicas da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet)

1. Confira se está tudo em ordem com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e cumpra sempre as restrições e observações descritas no seu documento;

2. Verifique se não há objetos soltos no interior do veículo e se tudo está devidamente acomodado, sem excesso de pessoas ou bagagens;

3. As bagagens deverão sempre ser acomodadas no porta-malas;

4. É fundamental que as crianças com até 10 anos de idade estejam acomodadas no banco traseiro do veículo e utilizando equipamentos de segurança apropriados para cada fase do seu desenvolvimento;

5. O motorista e os passageiros devem sempre estar usando o cinto tipo três pontos, inclusive no banco de trás;

6. Se for dirigir, não pegue a estrada com sono. Procure descansar antes da viagem dormindo pelo menos oito horas;

7. Interrompa a viagem periodicamente para descanso e exercícios, sobretudo em grandes deslocamentos. Longos períodos ao volante reduzem a eficiência do motorista e representam risco de acidentes devido à fadiga. O cansaço predispõe o motorista ao acidente;

8. Alguns medicamentos são capazes de apresentar efeitos colaterais, produzindo sono, torpor e reduzindo reflexos. Durante a condução de um veículo, ao usar um medicamento, tenha pleno conhecimento dos possíveis efeitos colaterais e efeitos adversos.

9. O uso do álcool é absolutamente condenado para quem vai dirigir. É necessário estar em pleno gozo das capacidades físicas e mentais. Mesmo uma dose pode comprometer esse estado de lucidez.

10. O uso de celular na direção de um veículo é proibido. A distração ocasionada pela utilização de aparelhos celulares é uma das principais causas de mortes no Brasil.

Com Agência Brasil