PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Ceará registra 27 novos casos de infecção por HIV e 16 de sífilis congênita em 2020

A situação dos casos de infecções sexualmente transmissíveis (IST) às vésperas do Carnaval no Estado levanta alerta sobre a importância da prevenção.

Alan Magno
21:07 | 18/02/2020
Ceará registra 27 novos casos de infecção por HIV e 16 casos de sífilis congênita em 2020
Ceará registra 27 novos casos de infecção por HIV e 16 casos de sífilis congênita em 2020 (Foto: (Foto: arquivo/Agência Brasil))

De acordo com o boletim semanal de Doenças de Notificação Compulsória da Secretária da Saúde do Ceará (Sesa), o Estado registrou, até o dia 8 de fevereiro deste ano, 27 novos casos de infecção por HIV e 16 de sífilis congênita - quando a transmissão ocorre da mãe para o bebê durante a gestação ou parto. A situação das infecções sexualmente transmissíveis às vésperas do Carnaval no Estado levanta alerta sobre a importância da prevenção.

A Sesa parte do princípio que no Carnaval a probabilidade de se ter vários parceiros casuais é maior, consequentemente a chance de transmissão de doenças por meio do sexo é maior, sendo necessário redobrar a atenção com o uso de preservativos. Para Telma Martins, integrante do Grupo de Trabalho de ISTs e Aids da secretaria, “a prevenção ainda é a maior arma que nós temos para enfrentar essas infecções sexualmente transmissíveis”.

Segundo relatório divulgado pelo Ministério da Saúde em outubro de 2019, o País vive uma epidemia de sífilis. De 2010 até 2018 o número de casos aumentou 4.157%. Telma afirma que a situação no Ceará também é de alerta. “As pessoas estão deixando de usar preservativo, estão se expondo, estão contraindo”, declarou. Ela destacou que esse resultado também representa um grande avanço da vigilância epidemiológica, que aumenta a identificação e registro de novos casos.

Dentre as ações desenvolvidas pela Sesa em busca de identificar novos casos, orientar e conscientizar a população, está a montagem de estruturas de testagem rápida em alguns pontos dos municípios. Em Fortaleza, a ação será dividida em dois dias, tendo ocorrido nesta terça-feira, 18, e com continuidade na próxima quinta-feira, 20.

A proximidade, a rapidez e a falta de burocracia durante a ação de testagem foram decisivas para que o costureiro Lucas Barros de 26 anos tenha feito seu teste na manhã desta terça-feira. Ele comentou que tenta fazer o teste regularmente no posto de saúde do bairro onde mora, o Jardim Iracema, mas que a distância e os afazeres do cotidiano estavam dificultando sua ida.

Lucas estava retirando a segunda via do Registro Geral (RG) no Vapt Vupt do Antônio Bezerra quando soube da ação da Sesa e aproveitou para realizar o teste enquanto aguardava a finalização de sua identidade. “É muito importante você saber o que tem, se tem alguma coisa, tirar a dúvida e fazer o que precisa ser feito”, declarou.

Prevenir, Testar e Tratar

Para realizar a testagem rápida para HIV, que demora cerca de 20 minutos, basta comparecer à ação da Sesa portando documento com foto, ou nos postos de saúde da Cidade. Além do teste, a ação promove encaminhamento para unidades de saúde, para início imediato do tratamento, caso o resultado seja reagente.

Governo do Ceará realiza ação de testagem rápida para HIV e orientação sobre cuidados e formas de prevenção à infecções sexualmente transmissíveis.
Governo do Ceará realiza ação de testagem rápida para HIV e orientação sobre cuidados e formas de prevenção à infecções sexualmente transmissíveis. (Foto: Alan Magno)

A Sesa também chegou a distribuir, especificamente para o período de pré e Carnaval, o equivalente a 2 milhões de preservativos dentre as unidades de saúde do Ceará. As camisinhas podem ser retiradas gratuitamente nas unidades, sem necessidade de solicitação prévia. Outro serviço ofertado é a orientação com psicóloga para conscientizar a população sobre as formas de cuidados no sexo, desde a higiene até a prevenção à ISTs, que vão além do preservativo.

Como nova metodologia de tratamento ao HIV, a Profilaxia Pós-Exposição de Risco (PEP). O medicamento impede a contaminação do vírus em até 72 horas após ter entrado em contato com ele. Atualmente o tratamento está em fase de implementação, sendo disponibilizado apenas no setor de emergência do Hospital São José, em Fortaleza, e em duas unidades de saúde do interior do Estado: uma no município de Iguatu e outra em Russas.

Telma afirma que no passado as pessoas tinham medo de fazer o teste, mas que hoje a realidade é de uma procura cada vez maior. “O teste de HIV hoje não é um teste de morte”, declarou. Descobre-se a infecção e dá-se início o tratamento, gerando assim qualidade de vida e evitando que a pessoa transmita o vírus para outros parceiros. Mas ela alerta que o ideal é sempre usar o preservativo, pois ele previne, para além do HIV, as demais infecções sexualmente transmissíveis.

CONFIRA ONDE FAZER A TESTAGEM RÁPIDA:

Segundo dia da ação da Sesa
Quando: Quinta-feira, 20. Das 15 às 17 horas
Onde: Shopping Benfica (av. Carapinima, 2200 - Benfica, Fortaleza - CE, 60040-531)
Como: Basta comparecer ao local portando documento com foto

Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA)
Quando: Segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 11 horas e das 13 às 16 horas
Onde: R. Jacinto Matos, 944 - Jacarecanga, Fortaleza - CE, 60310-210

Postos de saúde e hospitais de referência
Os Postos de Atenção Básica à Saúde estão espalhados pelos bairros dos municípios cearenses, oferecendo dentre consultas regulares, testagem para as principais ISTs e encaminhamento para unidades hospitalares especializadas, como o Hospital São José, referência regional no tratamento de doenças infecciosas.