PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Volume de água em açudes já supera percentual do fim de quadra chuvosa de 2018

O açude Orós teve o maior aporte desta segunda-feira, atingindo 6,5% de sua capacidade

23:54 | 08/04/2019
Araras foi o açude que recebeu o maior aporte nesta quadra chuvosa
Araras foi o açude que recebeu o maior aporte nesta quadra chuvosa(Foto: Amanuel Coelho/Especial para O POVO)

Faltando quase dois meses para o fim da quadra chuvosa de 2019, o volume de águas nos açudes do Ceará já superou o registrado no fim do período chuvoso do ano passado. Em 31 de maio de 2018, a quadra terminou com aporte de 17,1% nos reservatórios. Nesta segunda-feira, 8, o percentual é de 17,28%, que representa 1.703,13 milhões de m³. O maior acúmulo de água do ano foi do açude Araras, localizado no município de Varjota, com aumento no volume de 20%.

O Castanhão, maior açude do Estado, está há mais de 10 dias sem baixas na quantidade de água. As chuvas intensas do final de março fizeram o volume do reservatório se estabilizar. Na resenha diária divulgada pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) nesse domingo, dados mostravam que o Castanhão teve o maior aporte do dia e o segundo maior dos últimos 7 dias. Apesar disso, apenas 4,54% de sua capacidade foi atingida.

Outro grande reservatório, o Orós, teve o maior aporte desta segunda-feira, com crescimento no volume de água em cerca de 7,4%. Há sete dias a quantidade de água no açude vem crescendo decorrente das chuvas na região. No entanto, isso ainda representa 6,5% da capacidade total.

Pelo menos 67 açudes monitorados pela Cogerh registraram aporte deste domingo para hoje. De acordo com a análise do órgão, 32 reservatórios sangraram durante este período chuvoso, 33 estão com volume acima de 90% e outros 82 tem volume inferior a 30%.

Chuvas

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) divulgou que 69 municípios tiveram chuvas das 7 horas de domingo até o mesmo horário desta segunda. A maior chuva foi em Orós, com 56 milímetros. Tabuleiro do Norte e Salitre foram, respectivamente, a segunda e terceira cidade com maior volume de precipitações.

O Povo