PUBLICIDADE
Ceará
ZONA RURAL

Salitre ganha museu para guardar fósseis encontrados na zona rural do município cearense

Fóssil gigante de um bicho-preguiça achado na zona rural do município está exposto no museu

23:45 | 21/03/2019
Exposição no recém-inaugurado Museu Geodiversidade de Salitre (Foto: Divulgação/ Museu de Salitre)
Exposição no recém-inaugurado Museu Geodiversidade de Salitre (Foto: Divulgação/ Museu de Salitre)(Foto: (Foto: Divulgação/ Museu de Salitre))

O Museu da Geodiversidade de Salitre guarda réplicas e os achados paleontológicos, geológicos e arqueológicos do município cearense, distante 531,5 km de Fortaleza. O espaço, inaugurado no último sábado, 16, partiu da necessidade de pesquisadores em preservar e divulgar as descobertas da localidade, situada na divisa com os estados de Pernambuco e Piauí.

Um dos fósseis é o de um bicho-preguiça gigante, encontrado no Sítio Campestre, localizado na zona rural do Município. Também é material do museu, peixes da região de Membro Romualdo, um dos mais famosos e importantes depósitos paleontológicos brasileiros. O acervo exposto no local é construído há pelo menos 15 anos.

Morador do Sítio Campestre, Alderí Fialho afirma que estudos foram iniciados para construir uma estátua da preguiça gigante na localidade. A expectativa do salitrense é receber a comunidade para visitação no espaço.

As primeiras pesquisas foram na zona rural do Município, área ainda utilizada pelos pesquisadores. Por ora, os endereços dos locais estão sob sigilo. No entanto, a expectativa da prefeitura de Salitre e parceiros é de disponibilizar guias para levar estudantes, estudiosos e turistas aos sítios da geodiversidade. Para tanto, o executivo municipal buscará uma parceria com o Geopark Araripe.

O museu se tornou realidade através de uma tríade, tendo como integrantes a Associação dos artistas, artesãos e pesquisadores de Salitre, Prefeitura Municipal e parceiros, entre eles o Departamento Nacional De Produção Mineral (DNPM), o Departamento de Geologia, da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Museu de Geodiversidade, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Rondilson Ribeiro, prefeito de Salitre, destaca que a instalação do Museu da Geodiversidade serve como um elo para o fortalecimento do potencial turístico do município. “Nós iremos trabalhar de forma mais intensa para a liberação de recursos para contemplar e incrementar a geração de emprego e renda, bem como, otimizarmos a divulgação da potencialidade que há no município nesta área”.

(Colaborou Amaury Alencar)

Redação O POVO Online