PUBLICIDADE
Notícias

Bode, Camaleão e Mocinha fazem a festa do folião em Fortaleza

Os blocos "Iracema Bode Beat", "Cameleões do Vila" e "Num Ispaia Sinão Ienche" reuniram todas as idades nas ruas da Cidade

19:06 | 26/02/2017
NULL
NULL

[FOTO1]Seja com tradição, seja com novidade. O Carnaval de Fortaleza vem crescendo e, neste domingo, 26, os blocos "Iracema Bode Beat", "Cameleões do Vila" e "Num Ispaia Sinão Ienche" fizeram o folião colocar a fantasia e curtir as ruas da Cidade.

 

Com estreia no Carnaval, o "Iracema Bode Beat" uniu a índia Iracema do escritor José Alencar com o Bode IôIô e fez o calçadão da Praia de Iracema lotar. Saindo da rua dos Tabajaras, na Praia de Iracema, e indo até a Praça Verde do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o bloco reuniu foliões diversos e até pet apareceu por lá.


Veja galeria de fotos do Iracema Bode Beat

O casal Itamar Campos, 41, professor, e Marielle Oliveira, 38, funcionária pública, levou a cadela Lola, de cinco meses, para o cortejo até a Praça Verde. "Gostamos da estrutura e da animação do Iracema (Bode Beat)", diz Marielle.

 

Para sair na rua pela primeira vez, o bloco contou com apoio do Governo do Estado, por meio do Dragão do Mar, do estabelecimento Café Couture, na rua dos Tabajaras, da Solar, engarrafadora de bebidas, e da Verve Comunicação. Segundo Tauí Castro, 30, organizador e fundador do "Iracema Bode Beat", o investimento para fazer o bloco tomar as ruas foi de cerca de R$ 70 mil.


Veja galeria de fotos do Camaleões do Vila

 

Infraestrutura

Já chegando ao Mercado dos Pinhões, o público pôde ouvir a bateria do Camaleões do Vila com o vocal de Roberta Fiúza, convidada diretamente da bateria Baqueta. O evento teve apoio da Prefeitura de Fortaleza e a irreverência ficou por conta do folião.

 

Os amigos Teko Bittencourt, 30, design de interiores, Lívia Elias, 35, publicitário, e Sávio Dodt, 29, publicitário, encarnaram os "Ursinhos Carinhosos". Nesta segunda-feira de Carnaval, 27, eles vão sair com a fantasia de anões da "Branca de Neve". "Aqui é a melhor festa que tem, por causa da infraestrutura. Tem banheiros químicos, tem segurança e é bem animada", avalia Lívia. Ela diz que o Carnaval no Mercado dos Pinhões já se consolidou.


Veja galeria de fotos do Num Ispaia Sinão Ienche 

 


Todas as idades

No Polo da Mocinha a tradição se fez presente. Com o bloco "Num Ispaia Sinão Ienche", a diversão era garantida ao som de marchinhas. O público era mais diversificado, indo do oito ao oitenta. José Cláudio dos Santos, 60, fisioterapeuta, diz que vai todos os anos para a folia no Polo da Mocinha. "Aqui é o local mais animado", frisa.  

 

Lara Borges, professora, preferiu não dizer a idade, mas é jovem. Ela até elogia o Carnaval no Polo da Mocinha, mas lembra que o fato do Sanatório Geral não ter saído neste ano mostra "a falta de apoio do Poder Público". "O Carnaval de Fortaleza vem melhorando, mas não pode deixar a tradição de lado", diz.

Beatriz Cavalcante

 

 

TAGS