PUBLICIDADE
Notícias

Bloco dos Transas cancela apresentações no Carnaval

Entre os motivos pro cancelamento, os organizadores apontam o não cumprimento do prazo de entrega de banheiros químicos e falta de participação da Prefeitura de Fortaleza na logística do evento - segurança e ordenamento de trânsito, por exemplo

12:44 | 26/02/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O Bloco dos Transas, que estreou no sábado, 25, no Carnaval de Fortaleza, não vai mais animar os foliões na Rua dos Tabajaras neste domingo, segunda, 27, e terça-feira, 28. A informação foi divulgada nesta manhã, 26, nas redes sociais.

Em conversa com O POVO Online, Jolson Ximenes, 40, baixista e vocalista dos Transacionais e um dos organizadores do bloco, afirma que o cancelamento está relacionado a vários motivos, mas que dois foram decisivos para o fim do evento.

“O primeiro motivo de desistência do bloco foi o de ordem estrutural. A empresa que tinha sido contratada para entregar o banheiro químico não cumpriu o prazo e informou que seria capaz de nos apoiar nos dias seguintes. O segundo é a falta de apoio estrutural, financeiro e divulgação do poder público. Como sempre a Prefeitura de Fortaleza não deu a estrutura necessária, não ajudou no básico. No período do Pré-Carnaval, não tivemos a presença de agentes de trânsito da AMC (Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania), de guardas municipais e de policiamento para ajudar na realização da nossa festa”, afirmou. Temendo acontecer a mesma situação nos três dias de Carnaval, a organização do evento decidiu pelo cancelamento do bloco.

Confira o post:

Bom dia jovens!

Viemos por meio deste comunicar que o Bloco dos Transas não poderá mais acontecer nos próximos 3 dias por motivo de força maior.

Tivemos um árduo trabalho durante semanas com o intuito de proporcionar um carnaval diferente à todos os amantes dessa linda festa monina e da grande Banda Os Transacionais. Porém, nem sempre as coisas saem como a gente quer ou imagina. E principalmente quando dependemos de órgãos públicos, e até privado.

Buscamos criteriosamente escolher um local que pudéssemos realizar nosso evento com toda segurança, conforto e satisfação, e desde já agradecemos ao Pirata que nos cedeu o mesmo, acreditando em nossa proposta e projeto.

Um dos motivos do cancelamento do evento é que a empresa que contratamos pra nos entregar os banheiros não nos entregou ontem as 15 unidades solicitadas, bem como nos informou que não terá como nos atender nos próximos dias. E por existir um compromisso em que nós da organização prezamos pelo bem estar de todos, vimos que não tem condições de continuar com a realização do evento. Uma pena, pois houve uma dedicação de todos em prol do sucesso do nosso Bloco dos Transas. Esse é apenas um dos motivos pra não haver mais a festa, mas existem outros que são tão importantes quanto.

Estamos montando uma outra festa que poderá acontecer em março ou abril (GRATUITAMENTE), que com certeza será bem melhor e teremos uma estrutura completa. Desde já pedimos a compreensão de todos no sentido de entender os reais motivos do cancelamento de nossa festa. e pedimos que nos próximos eventos façamos não só uma festa realizada por nós, mas com a ajuda de TODOS.
Desejamos a todos um excelente carnaval, boa diversão!

Mesmo com o descumprimento do prazo na entrega dos banheiros químicos, Robson Costa, outro organizador do Bloco dos Transas, informou que não irá processar a empresa.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor) afirmou que todos os blocos inscritos no Edital de Carnaval da Prefeitura foram apoiados com a presença de agentes municipais e policiamento durante o período de Pré-Carnaval.

Segundo o órgão, os blocos que não fazem parte da seleção precisam solicitar agentes de AMC e guardas municipais, por meio de ofício, com, pelos menos, 30 dias de antecedência da realização do evento. O Bloco dos Transas não teria apoio por não ter cumprido este prazo.

Segundo Paola Braga, secretária-executiva da pasta, neste ano, 58 blocos de rua foram contemplados com o apoio financeiro da Prefeitura de Fortaleza (R$ 530 mil).

“Fizemos um planejamento para atender todos os blocos que faziam festa no Pré e que vão estar no Carnaval. Fortaleza é enorme, queríamos apoiar todas as manifestações, mas, infelizmente, a gente não consegue”, salientou.

O POVO Online tentou entrar em contato com a empresa de banheiros químicos contratada para se posicionar sobre o assunto, mas as ligações não foram atendidas.

 

Tabajara Fest

Para “compensar” o fim da folia, Robson Costa informou que uma nova festa gratuita está sendo organizada para os foliões. “A gente está pensando no fim de março e início de abril, organizar uma nova festa com o Bloco Luxo da Aldeia, o ‘Tabajara Fest’. Só falta definir o local e os outros artistas”, garantiu.

TAGS