PUBLICIDADE
Cariri
NOTÍCIA

Comida espacial? Pesquisador do Cariri cria Iogurte em pó

Usando técnica inovadora, o pesquisador Emanuel Oliveira, que é graduado em Tecnologia em Alimentos na Fatec Cariri, conseguiu manter as propriedades nutricionais no iogurte diferenciado

17:51 | 08/01/2021
O iogurte em pó desenvolvido por Emanuel precisa ser hidratado antes de consumido (Foto: Divulgação)
O iogurte em pó desenvolvido por Emanuel precisa ser hidratado antes de consumido (Foto: Divulgação)

Ex-aluno da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, Emanuel Oliveira criou um jeito nada convencional de ingerir iogurte. O caririense acaba de divulgar o produto de suas pesquisas de doutorado: um iogurte em pó, que tem maior durabilidade, além de não precisar de refrigeração e conservar as características nutricionais do alimento original.

Emanuel explica a técnica que usou para criar o Iogurte em pó: "Ele foi desenvolvido por meio de um processo de secagem a frio, que é um secagem que usa baixas temperaturas, abaixo de 0°C. Diferente do leite em pó e do café solúvel, que utilizam elevadas temperaturas, acima de 100°C. Com essa técnica eu consigo manter toda composição nutricional e funcional do produto, não a perda de proteínas, vitaminas e minerais por desnaturação".

Sobre a semelhança com a comida que os astronautas levam para o espaço, Emanuel explicou que o produto foi feito para ser hidratado, diferentemente da comida espacial. "O que os astronautas levam não precisa adicionar água, mas se tiver como, é possível levar o iogurte em pó", indica.

O pesquisador também ressaltou a importância de incentivos científicos nas universidades e institutos. "A pesquisa científica nos institutos de ensino superior vem sofrendo muitos ataques. Existem nas universidades pesquisas de qualidade que podem ajudar no desenvolvimento do nosso País e melhorar a economia", declarou.

Graduado em Tecnologia em Alimentos na Fatec Cariri, o estudante já fez mestrado e doutorado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Ele possui pós-doutorado em Engenharia Química pela Universidade de Coimbra, em Portugal.