Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

BH: Menino liga para a Polícia e pede comida: "Estamos com fome"

Miguel Oliveira, de 11 anos, ligou para a PM na noite dessa terça-feira, 2, por estar passando fome junto com a mãe e os cinco irmãos

Em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, um menino de 11 anos ligou para a Polícia Militar pelo número 190 para dizer que ele e a família estavam passando fome. Conforme informações do G1 Minas Gerais, o apelo foi feito na noite dessa terça-feira, 2. “Minha mãe estava chorando no canto, eu pedi o telefone e liguei”, informou a criança.

O menino vive com a mãe, Célia Arquimino Barros, 46, e outros cinco irmãos no bairro São Cosme. Ela informou que, por estar desempregada, tem sobrevivido fazendo "bicos". “Eu vivo de auxílio emergencial, e o pai manda R$ 250, mas não é todo mês que manda", disse. Ela e os filhos estavam sem comprar alimentos há quase três semanas.Célia também contou que ela e os filhos estavam comendo fubá e farinhas há pelo menos três dias. Após receber a ligação da criança, policiais do 35º Batalhão da PM foram até a casa de Miguel e constataram que não se tratava de um caso de maus-tratos. O tenente Nilmar Moreira informou que, chegando ao local, a guarnição ficou bastante comovida com os relatos dados pela família.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Após constatar a situação da família, os agentes ajudaram a família com alimentos que vão garantir refeições pelos próximos dias. A PM vai continuar ajudando Miguel e a família, uma vez que os agentes estarão recebendo doações de cestas básicas e de outros tipos de itens por parte de pessoas de Belo Horizonte e demais estados interessadas.

Atualizada às 10h41 de 04/08/2022

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar