Participamos do

Médico morre ao tentar fugir de incêndio em prédio em Salvador

Ele caiu do terceiro andar quando tentava escapar de um incêndio no prédio onde morava
20:54 | Fev. 11, 2022
Autor Correio 24 horas
Foto do autor
Correio 24 horas Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nesta sexta-feira (11), era o dia de folga do médico residente Bruno Raphael Bastos Coelho, 32 anos. Mas por outro motivo ele não pisou no Hospital da Criança, das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid). Bruno caiu do terceiro andar quando tentava escapar de um incêndio no prédio onde morava, na Barra, em Salvador (BA), e acabou não resistindo à queda. Sua trágica morte foi sentida por pacientes e colegas de trabalho.

"Ele era uma pessoa calma, gostava dos pacientes e os pacientes gostavam dele. Tinha um cuidado muito grande com os pacientes e buscava a solução dos problemas até conseguir. Bruno era também querido pelos colegas. Nunca dizia não. A família dele deve ficar orgulhosa de uma pessoa que deixou um exemplo tão bonito, mesmo com tão pouco tempo aqui na terra. Com certeza Irmã Dulce já o acolheu", declarou a coordenadora da Residência e Internato em Pediatria da Osid, Célia Silvany.

Bruno estava no primeiro ano de residência. "Ele entrou aqui em março do ano passado e agora passaria para o segundo ano de residência. E olha como são nas coisas: ontem, ele deveria estar aqui no hospital, mas trocou o plantão e foi para casa", lamentou Célia.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O sepultamento de Bruno será no Piauí, onde ele nasceu. "O irmão dele está vindo de carro para fazer a liberação do corpo. Deve chegar no final da tarde", disse Célia. Ele será homenageado na semana que vem. "Os colegas farão uma missa para ele às 8h30 desta terça-feira no Santuário de Irmã Dulce. Com certeza será um de dia muita emoção para todos nós”, contou Célia.

Amiga e colega de Bruno na residência na Osid, Brisa Oliveira, 26, disse que ficou em estado de choque ao saber da tragédia. “Bruno era muito querido no hospital por todo mundo. Era adorável demais. Assim que fiquei sabendo primeiro veio o choque, depois a negação, como em todo processo do luto. Ainda estou sem acreditar. Às vezes me pego achando que segunda-feira ele virá para trabalhar", disse emocionada.

Brisa disse que nesta quinta-feira (10) Bruno estava reflexivo. “Ontem, perdemos um paciente e ele começou a se questionar sobre essa questão da vida, que a vida passa rápido, e aí acontece essa infelizmente coincidência", lamentou.

A relação de amizade com Bruno era algo que orgulhava Brisa. "Ele era meu colega de residência na Osid e também estava comigo nos plantões na UPA Rodrigo Argolo, no bairro de Tancredo Neves. Era um contando com o apoio do outro. Fora do ambiente de tralho a gente conversava e ria muito. Bruno veio para cá sozinho, morava sozinho. Como os parentes dele estão lá no Piauí, acabou que nós, os colegas, éramos a família dele", declarou.

A Osid divulgou uma nota lamentando a morte de Bruno. Leia baixo:

Nota de pesar

É com imenso pesar que as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) informam o falecimento do médico residente Bruno Raphael Bastos Coelho. Bruno tinha 32 anos e realizava o primeiro ano da Residência em Pediatria, no Hospital da Criança, das Obras Sociais Irmã Dulce. Bruno faleceu na madrugada desta sexta-feira (11), após cair do prédio onde morava, no bairro da Barra, na tentativa de fugir de um incêndio.

Conhecido pela forma sempre atenciosa de atender os pacientes e familiares, Bruno é lembrado com carinho pelos colegas de residência e pelos profissionais da instituição de Santa Dulce como uma pessoa alegre, simples e sempre disposta a ajudar. “Estamos todos muito consternados. Uma pessoa batalhadora e dedicada aos seus pacientes. Era muito querido por todos”, declarou a coordenadora da Residência e Internato em Pediatria das Obras Sociais Irmã Dulce, Célia Silvany.

“Bruno era um amigo sempre presente, extremamente companheiro, muito dedicado e amado pelos pacientes. Estava sempre alegre e feliz. Costumávamos dizer que ele tinha o melhor abraço do mundo. Vai deixar muitas saudades”, disse emocionada a amiga e colega de Residência de Bruno, Ana Clara Nery.

Queda

 


O médico residente Bruno Raphael morreu após cair de um apartamento, no bairro da Barra, na madrugada desta sexta-feira (11). O apartamento do segundo andar do Edifício Kennedy pegava fogo no momento do acidente.

Testemunhas relataram que Bruno estava dormindo quando o incêndio começou. Ao perceber que um dos apartamentos estava pegando fogo, ele foi até a varanda pedir socorro aos vizinhos.

Ele, que estava no terceiro andar, teria tentado escalar até a varanda do quarto andar, mas acabou escorregando e caiu na área da garagem. Bruno morreu na hora. Moradores relataram momentos de terror.

Sobre o acidente, a Polícia Civil, informou que uma ocorrência foi registrada na 14ª DT/Barra, que expediu as guias de remoção cadavérica e de perícia no local. Disse que uma perícia será realizada pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) poderá indicar as causas do incêndio..

Incêndio

 


Engenheiro da Codesal, Jorge Palma informou que o incêndio foi no apartamento 202. As partes mais consumidas pelas chamas foram a cozinha e o quarto. "O quarto foi o mais atingido, talvez tenha sido do ar condicionado. Mas com relação à causa, será dada pelo DPT (Departamento de Polícia Técnica). Com relação ao imóvel, não houve danos estruturais, ou seja, laje, pilar, viga. O que houve foi queda do reboco das paredes e destruição da instalação elétrica e hidráulica e houve perda de todos os objetos".

O engenheiro informou ainda que não há riscos para os outros apartamentos. "A Codesal notificou o condomínio para providenciar junto ao proprietário os reparos gerais. Não há perigo para os outros apartamentos, apenas sujeira, água, fuligem, inclusive o apartamento sinistrado não houve dados estruturais, isso que é importante", disse.

O representante da Codesal avaliou ainda que o médico se precipitou ao tentar passar para o terceiro pavimento e acabou caindo.

 

Do Correio 24h para a Rede Nordeste

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags