PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Homem é encontrado no porta-malas de carro após acidente em Farroupilha

Rapaz estaria sendo levado pelo condutor e a passageira porque ambos queriam fazer "justiça" com as próprias mãos, uma vez que a vítima do sequestro é suspeita de possível estupro de vulnerável

Mirla Nobre
19:57 | 08/06/2021
Acidente ocorreu na rodovia ERS-122, em Farroupilha, no Rio Grande do Sul (Foto: CRBM/Divulgação)
Acidente ocorreu na rodovia ERS-122, em Farroupilha, no Rio Grande do Sul (Foto: CRBM/Divulgação)

Na manhã desta terça-feira, 8, um homem, de 25 anos, foi encontrado preso dentro de um porta-malas de um carro após o veículo bater em um caminhão. O acidente ocorreu na rodovia ERS-122, no município de Farroupilha, a 115 quilômetros de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. De acordo com a Polícia Civil, o rapaz estaria sendo sequestrado pelos donos do veículo. O motorista do carro, de 38 anos, e a passageira, de 42, foram presos em flagrante.

O delegado Ederson Bilhan revelou ao G1 Rio Grande do Sul que o casal estaria fazendo “justiça com as próprias mãos”. O homem preso no porta-malas seria parente do casal e suspeito de violência sexual contra vulnerável. “Supostamente, eles teriam vindo para Farroupilha para fazer justiça com as próprias mãos decorrente de um suposto estupro de vulnerável”, disse o delegado.

LEIA TAMBÉM | Operação Corpus Christi registra 18 acidentes e 4 mortes nas rodovias federais do Ceará

No acidente, uma criança de seis anos também estava no veículo com o casal, informou o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM). O jovem que estava no porta-malas foi levado à delegacia de Farroupilha, onde prestará depoimento.

“Há um contexto familiar envolvido. A motivação me parece ser esses conflitos. Não se trata de uma extorsão, de sequestro mediante extorsão”, explicou Ederson Bilhan. A mulher, que não teve a identidade revelada, foi encaminhada para receber atendimento médico após relatar dores. A criança também foi examinada, e as outras pessoas não sofreram ferimentos. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.