PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Câmara envia pedido de prisão de Danilo Gentili ao STF após humorista incitar violência contra deputados

O humorista e apresentador sugeriu que a população "socasse" os deputados favoráveis à PEC da imunidade parlamentar, colocada em votação após a prisão do deputado Daniel Silveira

19:32 | 02/03/2021
Apresentador e humorista Danilo Gentili  (Foto: DIVULGAÇÃO SBT)
Apresentador e humorista Danilo Gentili (Foto: DIVULGAÇÃO SBT)

A Câmara dos Deputados, por meio da Procuradoria Parlamentar, entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pela prisão do apresentador Danilo Gentili por postagens nas redes sociais.

No fim de fevereiro, em uma publicação no Twitter, ele sugeriu que a população “entrasse” no Congresso e “socasse” os deputados favoráveis ao Projeto de Emenda à Constituição (PEC) 3/2021, a PEC da imunidade parlamentar.

A ação foi movida pelo deputado e procurador da Casa Luis Tibé (Avante-MG), a partir de um pedido do deputado Celso Sabino (PSDB-PA). No entendimento dos parlamentares, a postagem de Gentili pode ser comparada com a do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) - preso após ameaçar ministros do STF, cabendo a ele a mesma penalidade.

A crítica de Gentili seria em virtude da celeridade dada pelo Congresso à tramitação da PEC da imunidade, que solicita mudanças no artigo da Constituição que trata da imunidade parlamentar, ampliando as prerrogativas do Poder Legislativo. O tweet foi apagado depois.

“Eu só acreditaria que esse País tem jeito se a população entrasse agora na câmara e socasse todo deputado que está nesse momento discutindo PEC de imunidade parlamentar”, escreveu o humorista.

Segundo Tibé, a ação movida em relação a Danilo Gentili seria em favor dos "mesmíssimos princípios de defesa da Democracia e da Constituição Federal consagrados pela unanimidade do Plenário do Supremo Tribunal Federal, no caso do deputado Daniel Silveira". (com informações do portal O Globo)

TAGS